//11 dicas para negociar as taxas cobradas pelas operadoras de cartão

11 dicas para negociar as taxas cobradas pelas operadoras de cartão

Você está enfrentando dificuldades para negociar taxas com as operadoras de cartão de crédito? Então este conteúdo foi feito para você! Descubra aqui 11 dicas para negociar as altas e incômodas taxas cobradas pelas operadoras.

Uma das maiores dores de cabeças dos empresários do ramo de varejo, seja com lojas físicas ou e-commerce, é lidar com as taxas cobradas pelas operadoras de cartão. Parece que é um beco sem saída, é preciso pagar os altos valores estabelecidos e fim. Mas é possível sim negociar.

O primeiro passo é saber as taxas que são cobradas. Se você é um empreendedor e não faz ideia das taxas que paga, saiba que você não está sozinho. As taxas são muitas, cada uma com a sua finalidade. E conhecer cada uma delas é uma carta na manga na hora de negociar.

Saiba mais sobre as taxas cobradas pelas operadoras de cartão e 11 dicas preciosas para negociá-las neste artigo!

Quais são as taxas cobradas pelas operadoras de cartão?

Não se espante, pois são muitas as taxas cobradas pelas operadoras. Vamos falar sobre cada uma delas para que você as entenda e tenha como argumentar com a operadora de cartão. Vamos lá!

Taxa-base: é a taxa cobrada pela bandeira do cartão. São aplicadas por todas as operadoras e uma das mais difíceis de serem negociadas. Principalmente pelo fato de não dependerem das operadoras, mas sim da bandeira

Taxa-fixa: são as taxas cobradas pelos serviços prestados de pagamento, como o aluguel da maquininha. Podem ser negociadas com as operadora antes mesmo de adquirir o serviço. 

Taxa de transação: faz parte das taxas-fixas cobradas pelas operadoras e representam um percentual aplicado sobre cada venda realizada.

Taxas ocasionais: não são cobradas com regularidade, apenas quando há, por exemplo estorno ou chargeback.

De forma geral, essas taxas são as mesmas para todas as operadoras de cartão. Por isso, uma vez que você as conhece, sabe suas razões e está munido de informações, pode calcular melhor o preço de seus produtos e serviços incluindo as taxas e  iniciar a negociação com as operadoras munido de informação.

11 dicas para negociar taxas com as operadoras de cartão

Vamos agoras às preciosas 11 dicas para negociar as taxas cobradas pelas operadoras de cartão. Papel e caneta na mão para não esquecer de nenhuma delas durante a negociação.

Dica 1: as tarifas aplicadas podem ser diferentes dependendo do segmento. Quanto menor o ticket médio, maior tende a ser a taxa aplicada para cada transação. Por isso, negocie esse ponto.

Dica 2: pesquise se seu banco tem alguma parceria com operadoras de cartão. Se ele tiver, isso pode ajudar você a reduzir suas taxas durante a negociação e trazer mais vantagens para a sua empresa.

Dica 3: se o seu faturamento tem crescido acima da média, essa é uma boa carta na manga para negociar as taxas. Afinal, você está gerando mais lucro que a média e é interesse da operadora manter o seu estabelecimento como cliente. Use isso ao seu favor.

Dica 4: negocie também o valor do aluguel da maquininha que você utiliza para as vendas com cartões. Ter sucesso nessa negociação tanto na hora de fechar ou renovar o contrato é mais simples do que você imagina.

Dica 5: verifique qual é a modalidade de pagamento mais utilizada em sua loja. Se você vende mais no crédito do que no débito, foque no seu ponto porte e procure reduzir as taxas cobradas por transações de crédito. Se as compras no crédito forem à vista, você tem mais uma vantagem na negociação.

Dica 6: ter uma postura firme e assertiva durante a negociação das taxas faz toda diferença. Por isso, seja empático e mostre que você está bem informado sobre as taxas e realize uma boa negociação.

Dica 7: apesar da ansiedade em conseguir taxas melhores, escute com atenção as ofertas da operadora, pois elas podem ser interessantes para a sua empresa. Esteja aberto a novas propostas.

Dica 8: seja paciente. Muitas vezes a negociação não será resolvida na primeira ligação ou reunião. O processo de negociação pode levar alguns dias ou semanas, não perca as esperanças e construa uma relação com a operadora de cartão.

Dica 9: estude todos os seus pontos fortes e saiba argumentar durante a negociação. Lembre-se, você é um cliente que gera ganhos para a operadora de cartão, ela não tem interesse em perder você, muito pelo contrário. Conheça seus pontos fortes e use isso ao seu favor.

Dica 10: mesmo que no primeiro momento o resultado não seja o esperado por você, seja paciente durante a negociação. Lembre-se de que é uma relação que está sendo construída e que são duas pessoas que estão conversando representando empresas e seus interesses. 

Dica 11: tenha uma carta na manga para o fim da negociação. Se você já está planejando adquirir mais uma maquininha ou outro serviço, deixe essa nova compra para o fim, como mais uma arma na negociação ao seu favor. Lembre-se de que ter uma estratégia é fundamental para o seu sucesso.

Empreender no Brasil não é uma tarefa fácil, principalmente no ramo de varejo, seja com lojas físicas ou e-commerces. Por isso, você precisa ter uma plano de negócios bem traçado, com uma boa estratégia desejada e conhecer detalhadamente todos os seus custos e taxas, pois esta última pode sim ter um grande impacto no seu lucro.

Dessa forma, saber como negociá-las é fundamental para o sucesso e sustentabilidade financeira do seu negócio. Afinal, uma empresa que não tem um controle financeiro minucioso e que busca sempre as melhores negociações corre o risco de sofrer os impactos do mercado.

Se você quer saber como sobre como manter seu controle financeiro, negociar taxas com as operadoras de cartão e otimizar todos os  processos de pagamento e recebimento da sua empresa, temos a solução para você. Clique aqui e entre em contato agora mesmo com um de nossos consultores e descubra como podemos revolucionar seus processos de uma forma que você nunca viu.