//5 dicas para gestão financeira de pequenos negócios

5 dicas para gestão financeira de pequenos negócios

A gestão financeira de um pequeno negócio é uma etapa muito importante para o sucesso do empreendimento, envolve um conjunto de ações e procedimentos administrativos como planejamento, execução, análise e controle de atividades financeiras do negócio, capazes de auxiliar o empreendedor na construção de uma empresa saudável e que gere lucro.

A gestão compromete toda a parte financeira da empresa, ou seja, ela abrange tudo aquilo que se refere a investimentos, despesas fixas e variáveis, lucros, empréstimos, financiamentos e até mesmo dados de valor patrimonial da empresa, informações que são fundamentais para ajudar a gerar bons resultados e tornar o negócio viável e rentável.

Sabemos que muitos empreendedores apenas repassam essa responsabilidade e se esquecem que também é necessário fazer um acompanhamento periódico, capaz de determinar se o negócio está no rumo certo ou se precisa de adaptações. 

Mas para ajudar esses empreendedores a se manterem atualizados, o contador Dennis Nepomuceno, preparou este artigo com 5 dicas para gestão financeira de pequenos negócios.

5 dicas para gestão financeira do seu negócio

A gestão financeira de uma empresa costuma ser um assunto delicado e até um pouco complexo, uma vez que envolve questões financeiras que impactam diretamente no crescimento e prosperidade do negócio. 

Mas, felizmente este assunto pode ser abordado de forma simples e objetiva para que os empreendedores entendam a importância da gestão financeira.

Seguem 5 dicas que visam auxiliar empreendedores, novos no mercado, que precisam de ajuda para gerir seu negócio de maneira prática e inteligente.

1 – Não misture o dinheiro da Pessoa Física com o da Pessoa Jurídica

Atualmente é muito comum vermos empreendedores de pequenas empresas começarem seu negócio misturando finanças pessoais e empresariais, entretanto, em um longo prazo isso pode, e em algum momento vai, ser prejudicial para ambos os lados, principalmente para o seu negócio.

Isso acontece porque é praticamente impossível, conseguir organizar suas despesas pessoais em conjunto, mas ao mesmo tempo separado das finanças da empresa, se estiverem concentradas em uma única conta. 

Além de atrapalhar e até impedir uma gestão financeira eficiente do pequeno negócio.

Por isso o mais recomendados, por todos os especialistas atuantes no mercado, é separar as finanças e focar suas finanças empresariais em uma conta corporativa, este é um passo muito importante para melhorar a estrutura do seu negócio, uma vez que possibilita mais exatidão para prestar contas para os seus sócios e/ou contador.

2 – Tenha um profissional que cuide da sua gestão financeira

É muito difícil conseguir conciliar sozinho o planejamento, a execução, a análise e o controle de atividades financeiras do negócio, além de ser até inviável ter apenas uma única pessoa responsável por ser o perito no nicho do negócio e ainda atuar na execução de todas as obrigações e deveres pertinentes a área contábil.

Por isso é muito interessante, e até indispensável, contar com um profissional específico, como um contador, que deve ser contratado para prestar serviços pertinentes a organização das finanças do negócio e que ainda poderá assessorá-lo para que você consiga seguir a direção certa para o seu negócio ter sucesso financeiramente.

Independente das suas ideias de negócios, ter um profissional que te auxilie será importante para alcançar o sucesso. 

3 – Faça ou altere seu plano de negócios sempre que necessário

Fazer e/ou alterar o plano de negócios é muito importante, pois trata-se de uma ferramenta que tem o objetivo de organizar as ideias iniciais, apoiar a administração do negócio e auxiliar o empreendedor para que ele consiga reduzir erros e ainda possa minimizar os riscos durante a abertura ou atualização do seu pequeno negócio.

Esse importante documento de apoio e organização além de viabilizar a abertura e/ou atualização do seu negócio, ainda pode ser um dos responsáveis por aumentar as chances de sucesso do mesmo se feito de maneira estruturada para que seja condizente com os critérios e necessidades do seu negócio.

4 – Saiba precificar seu produto e/ou serviço

Os empreendedores devem ter consciência de que precisam saber quanto custa para produzir e fornecer o seu produto e/ou serviço para seus clientes, isso claro além de conhecer a precificação do mesmo tipo de produto e/ou serviço disponibilizados no mercado, em concorrentes.

Isso é necessário para que seja possível definir um preço adequado para a venda do seu produto e/ou serviço.

Ou seja, o preço deve ser definido levando em consideração parâmetros como, custos e despesas do negócio com funcionários, estrutura da empresa e com impostos, além é claro de pensar também na margem de porcentagem de lucro, no preço de mercado e na expectativa de gasto do seu cliente.

Então a dica é analisar todos os dados pertinentes para o seu negócio, no mercado, junto com fornecedores e até mesmo concorrentes para estruturar seu preço de acordo com todas as variáveis existentes no mercado, para conseguir determinar um valor que não gere prejuízos, que esteja alinhado com o mercado e que caiba no bolso do seu cliente.

5- Controle entradas e saídas

Para ter sucesso no seu negócio é imprescindível aprender a utilizar a ferramenta básica de planejamento financeiro, denominada fluxo de caixa. 

Uma vez que ela é capaz de ajudar o empreendedor a planejar e controlar as atividades de compra e venda de produtos e serviços e que ainda possibilita acompanhar seus respectivos pagamentos e recebimentos.

Ou seja, o empreendedor precisa ter total controle de todas as transações financeiras presentes e futuras do seu negócio. 

Pois além de possibilitar a avaliação de disponibilidade de caixa e a liquidez da empresa, ainda permite que o mesmo antecipe algumas decisões importantes para minimizar ou até evitar possíveis dificuldades financeiras.