//Você ainda utiliza páginas amarelas para anunciar sua empresa?

Você ainda utiliza páginas amarelas para anunciar sua empresa?

Já foi o tempo quando a melhor opção para procurar empresas, produtos e serviços eram as páginas amarelas. E não se estranhe se grande parte de seus consumidores atuais não fizer ideia do que estamos falando aqui. Afinal as Páginas Amarelas, ou Yellow Pages, surgiram em 1983 nos Estados Unidos e o conceito veio para o Brasil apenas em 1947. E apesar de fundamental por muitos anos, ficou completamente obsoleta com o surgimento e evolução das buscas via internet.

Você deve estar se perguntando, mas o que isto tem haver meu seu negócio?

Tudo! Porque apesar de muitos já terem conhecimento do poder da internet e da extinção das páginas amarelas, ainda é comum vermos empresas apostando alto na divulgação de sua marca através de meios off-line e ignoram completamente o meio online.

Ignoram também que os custos para divulgar sua marca através de buscadores, classificados online e diretórios de empresas são centenas de vezes menores e a ação bem mais objetivas, uma vez que a divulgação é precisa para o público desejado e cada centavo investido pode ser mensurado.

Seu cliente está na internet

Este é outro fator que sem dúvida não pode ser ignorado. Seu cliente está ativamente na internet. Pesquisando, comparando, comprando preços e solicitando orçamentos online.

Todos os dias milhares de oportunidades são desperdiçadas por empresas que não possuem presença digital. Mas não se engane, seu concorrente sabe disto e é por isto que os investimentos em marketing online e na divulgação em meios digitais aumentam exponencialmente ano a ano.

Segundo dados da ONU, são quase 4 bilhões de pessoas conectadas todos os dias à internet. Consumidores em potencial que atuam ativamente nas redes sociais, interagindo, compartilhando e pesquisando informações no Google. Estas pessoas gastam em média 5.9 horas diariamente na internet.

Nem mesmo as antigas Páginas Amarelas, no auge de sua utilização, ofereciam tamanha oportunidade de venda. É a Revolução Digital acontecendo na prática, bem agora, e você não poderá ficar de fora se quiser sobreviver.

Sua empresa está preparada para Revolução Digital?

Apesar de o conceito de Revolução Digital ter surgido em 1980, bem antes da Internet ser o centro das atenções, ele se faz atual pois diz respeito a migração de utilizações de tecnologias e seus hábitos. Também chamada de Terceira Revolução Industrial, devido ao impacto que teve no setor produtivo.

É fácil concluir que se naquela época a mudança de tecnologias analógicas para digitais causou um verdadeiro caos entre as empresas e principalmente no setor industrial, as mudanças atuais com a velocidade da internet terá um potencial quase imensurável para bem e para mal. Sim, pois os que se prepararem vão surfar– e já estão surfando – os benefícios de fazerem parte deste processo de mudança.

E da mesma forma os que deixarem de lado e simplesmente ignorarem que sua marca precisa estar fortemente presente online, pagarão um alto preço por isto. Talvez com sua própria extinção!

Por onde devo começar?

Um bom início é entender o comportamento de seu compradores. Pensando nisto, um bom exercício é definir sua persona, um cliente fictício, mas com o maior número de características possíveis de seu cliente real. Esta persona direcionará suas ações e decisões.

Algumas perguntas que podem ser pertinentes para esta análise:

  • O que minha persona procura quando chega até meu departamento de vendas?
  • Quais diferenciais ou necessidades esta persona busca para sua decisão de compra?
  • Onde minha persona costuma pesquisar meus produtos e serviços ?

Uma resposta você já tem, todos procuram praticidade quando falamos de decisão de compra. Por isto, opte por canais que tornem a vida de sua persona bem mais simples.

Tenha um site bem elaborado, com informações objetivas e claras. Ele será seu cartão de visitas e hoje é sua porta de entrada principal segundo Philip Kotler – considerado o pai do marketing moderno.

Ofereça canais de comunicação que ela já esteja familiarizada. Um primeiro contato via e-mail costuma passar maior confiança e credibilidade além de abrir caminho para contatos posteriores por outros canais. Além disso é uma ótima forma de filtrar os verdadeiros leads qualificados – clientes em potencial reais.

Como conseguir leads qualificados?

De nada adianta você estar preparado se você não tiver acesso a seu cliente em potencial, não é verdade?

Quando pensamos em vendas ou captação de leads qualificados, logo pensamos em Google Ads. E a propaganda através do Google é sem dúvida uma opção na linha de frente e não deve ser desprezada. Mas não é sua única opção!

Grandes portais, centralizadores de leads, vem crescendo com força extraordinária. Oferecendo comodidade e informação aos usuários, compradores em potencial, de diversos segmentos. Captando, nutrindo e trabalhando seus leads através do funil de vendas direcionado a empresas que se cadastraram previamente para receber os leads de seu interesse. Estes portais conseguem direcionar uma grande volume de leads e com alto potencial de conversão – vendas.

Independente do meio pelo qual você irá buscar e receber seus leads, a internet já cumpriu seu papel. Levar até você um cliente em potencial que pode estar em qualquer parte do planeta. Cabe a você atendê-lo com excelência, entender sua necessidade, demonstrar os diferenciais de sua empresa e fazer com que ele tenha a certeza de ter encontrado o que procurava.

Sucesso e boas vendas 🙂