//A ordem a seguir na hora de reformar sua casa

A ordem a seguir na hora de reformar sua casa

Diferente do antigo ditado que diz que “a ordem dos fatores não altera o produto” a reforma da casa não é bem assim. E é ainda mais importante seguir a sequência das etapas corretamente quando a reforma é geral. Para uma obra ser feita aos poucos é fundamental que cada fase seja muito bem planejada. Organização é a base para um resultado satisfatório. Nós, e o Habitissimo, estabelecemos as ordem mais indicadas para te ajudar em seu projeto.

O ideal é que o ponto de partida seja dado nas áreas úmidas, como banheiro, cozinha e área de serviço. Porém, fazer tudo ao mesmo tempo pode ser um inconveniente, então o jeito é escolher qual reformar primeiro. O banheiro tem muitos motivos para ser o cômodo onde a obra deverá ser iniciada. Vamos lá?!

Banheiro

Banheiro

Geralmente, para que a reforma transcorra sem problemas, a ordem a ser seguida é: demolir, criar sulcos nas paredes e piso para as instalações de elétrica e hidráulica, colocar conduítes e tubulações, fechar os sulcos, fazer acabamento das paredes, instalar chuveiro e sanitários, instalar móveis.

Se no cômodo tiver algum trabalho em gesso ele deve ser feito antes da colocação do mobiliário.

Cozinha

Cozinha

A cozinha vem logo após o banheiro e, da mesma forma que o cômodo anterior, este também é, de certa forma, independente.

Estas áreas podem ser reformadas sem que a obra atrapalhe muito o dia a dia dos moradores. A sequência não muda muito: demolição, instalações elétricas e hidráulicas, fechamento, acabamento, colocação das luminárias e mobiliário. No caso da cozinha pode haver ainda os trabalhos de marmoraria, com instalações de bancadas ou ilhas. Neste caso, esta etapa deve ser antes da finalização das paredes.

Por último vêm os móveis e eletrodomésticos. A cozinha é um cômodo que pode interferir na sala. Isso acontece quando é conceito aberto, onde os dois ambientes são integrados. Se o projeto segue esta linha então é mais indicado realizar a reforma nos dois locais ao mesmo tempo.

Restante da casa

Restante da casa

O restante da casa vem em seguida e também pode ser feito aos poucos. Um quarto de cada vez, por exemplo.

Talvez o mais prático seja trocar o piso todo de uma única vez, principalmente se você optar por um mesmo tipo em toda a superfície. Uma grande vantagem em adotar esta ideia é que, ao comprar o revestimento, você tem mais poder de negociação, o que gera economia em sua reforma.

E fique atento, pois ao escolher um único piso é importante realizar a compra de uma vez para não correr o risco de faltar material e você não encontrar mais do mesmo tipo.

Esquadrias

Esquadrias

Agora vem o momento de colocar portas, armários e até mesmo janelas. O motivo principal desta etapa vir após a colocação do piso é que a altura do revestimento pode interferir no bom desempenho das esquadrias.

Isso fica ainda mais complicado quando o piso novo é instalado sobre o antigo. Para evitar estes problemas, deixe esta etapa para o momento mais apropriado. Agora se você substituir o piso por cimento queimado ou revestimento mais fino, por exemplo, e queira inverter a ordem da reforma, não há problema.

Certifique-se, apenas, se haverá uma distância suficiente para que a porta não fique “emperrando”, fazendo com que sua abertura seja prejudicada e necessite de ajustes.

Pinturas

Pinturas

Em alguns casos a pintura antecede a colocação das esquadrias e dos armários, como no caso de pinturas gerais e mudanças de cor.

Mas você pode realizar esta tarefa por último. Os papéis de parede seguem a mesma regra. O ponto fundamental de deixar para o fim a realização da pintura é que pode acontecer de a pintura ser danificada e ter de ser refeita.

Da mesma forma com o papel de parede, que pode ser ainda mais complicado de retocar.
Queremos saber o que você achou destas dicas, ok?