//Segurança digital em foco

Segurança digital em foco

Entenda o conceito de segurança digital e conheça algumas ações que podem aumentar a sua ao navegar por buscadores e por sites

Os ambientes digitais são espaços de convivência comuns na sociedade moderna. Atualmente, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 3,9 bilhões de pessoas utilizam internet pelo mundo.

Os dados divulgados em uma pesquisa da União Internacional de Telecomunicações, a UIT, realizada em dezembro de 2018, apontam que este número representa 51,2% da população mundial.

Com tantas pessoas concentradas na rede, os riscos de fraudes e de roubos aumentam, e algumas precauções precisam ser tomadas para assegurar sua segurança digital. Quer saber mais sobre este tema? Continue a leitura.

O que é segurança digital?

Segurança digital é o termo referente a proteção dos dados, das informações e das ações das pessoas na internet, perante roubos, vírus, modificações não autorizadas e outras ameaças.

Para garantir a proteção do usuário, os programas e as ações de segurança digital se baseiam em três características: a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade.

  • Confidencialidade: apenas às pessoas e/ou entidades autorizadas podem acessar a informação.
  • Integridade: trata de garantir as características originais de uma informação, mesmo após sua manipulação.
  • Disponibilidade: é a garantia de que as informações estarão sempre disponíveis para o uso.

Dicas para se proteger na web

  • Não utilize uma mesma senha para todos os sites: por mais que seja difícil lembrar de todas suas senhas, o ideal é manter combinações diferentes para sites, bancos, redes sociais e para o pin de seu celular. Não utilize datas comemorativas ou senhas pouco complexas, pois são facilmente descobertas. Como alternativa, existem na web alguns sites de geração de senhas, como do avast, o 4Devs e o LastPass.
  • Confira as políticas de compartilhamento e de privacidade de dados: empresas e redes sociais utilizam os dados fornecidos pelos usuários para melhorar o atendimento e direcionar conteúdos. Contudo, ao aceitar os termos de compartilhamento de dados, é importante dar uma conferida em quais informações você realmente está cedendo;
  • Tome cuidado com links, anúncios e downloads: desconfiar de anúncios e pedidos de dados, verificar se a reputação do site é boa e se sua conexão é segura são algumas das ações que impedem a instalação de vírus e o roubo de dados. Evite programas ilegais, popularmente conhecidos como programas piratas, pois são de alto risco e podem custar mais caro que pagar por um original.

 

  • Utilize a autenticação de dois fatores: este recurso impede que pessoas não autorizadas por você acessem algum site com a sua senha. Sempre que alguém tentar logar com seu login e senha em um dispositivo desconhecido, você receberá um código de verificação em seu celular. Empresas como a Google e a Apple utilizam este recurso, que pode ser habilitado nas configurações da conta.
  • Criptografe seus dispositivos: a criptografia reforça a proteção dos dados e das informações no seu computador e no seu celular. Este recurso bloqueia os arquivos do dispositivo com um código secreto, que é desabilitado com uma senha. Sistemas da Apple e da Microsoft, como o Windows 10, possuem criptografia, sendo necessário ativá-las. Caso o dispositivo não tenha este recurso, é possível ativá-lo por meio do BitLocker padrão.

Empresas de destaque utilizam antivírus e programas licenciados em todos os computadores. Junto a este fator, elas asseguram que seus sites sigam todas as regras de segurança com o objetivo de garantir a proteção dos usuários e de seus clientes.

Texto produzido por: Izap tecnologias e serviços.