//Híbrido ou nativo: qual caminho seguir para ter um app de sucesso?

Híbrido ou nativo: qual caminho seguir para ter um app de sucesso?

Se você está pensando em ter um app, entender as diferenças de programação é um importante fator para sua decisão. Os aplicativos híbridos e os nativos exploraram potencialidades distintas, e você verá um pouco sobre todos os detalhes neste post. Acompanhe todos os detalhes, e tenha uma boa leitura!

Em um mundo cada vez mais digital, onde as novas tendências apontam para uma onda conexão tecnológica ainda maior, os aplicativos são importantes instrumentos de venda e de relacionamento. Com eles, as empresas podem oferecer seus produtos e serviços e se relacionar com os consumidores.

Entretanto, alguém que planeja ter um app costuma esbarrar em algumas dúvidas, como quando minha empresa deve investir em um aplicativo próprio? E qual modelo de app utilizar?

Existem alguns formatos de aplicativos, e para responder a última pergunta este post pretende apresentar para você dois deles: os apps nativos e os apps híbridos. 

Aplicativos nativos

Os aplicativos nativos são programas desenvolvidos para plataformas específicas, como por exemplo, Android, iOS e Windows Phone. Este tipo de programa consegue explorar e utilizar todas as funcionalidades que o sistema oferece. Os apps nativos são bastante comuns, indo de aplicativos de jogos a aplicativos de transporte, como o da Uber, por exemplo.

Por serem pensados para plataformas específicas, esses tipos de aplicativos possuem programação, linguagem e estratégias de divulgação e de venda próprios. Estas características acabam gerando algumas vantagens e desvantagens, que veremos logo abaixo.

Vantagens

  • Um layout personalizado, que dialoga com as especificidades da plataforma e com o público que a utiliza;
  • Aplicativo completo e dinâmico, com recursos offline, que explora tudo que a plataforma oferece;
  • Melhor manutenibilidade, pois está de acordo com as funcionalidades da plataforma.

Desvantagens

Quando planejado para mais de uma plataforma, o app nativo:

  • Gera um custo mais alto, pois precisa se adaptar a cada sistema;
  • Demanda diversas linguagens;
  • Demanda mais tempo para seu desenvolvimento.

Aplicativo híbrido

Os aplicativos híbridos são programas que mesclam a linguagem HTML e a linguagem de plataformas específicas. Estes programas são pensados em diversos formatos e para diversos sistemas. O Twitter e a Netflix são exemplos deste tipo de app, já que podem ser acessados nas plataformas Android, iOS e Windows Phone, e na web.

Vantagens

  • Um baixo custo de produção;
  • Menor complexidade na programação;
  • Ganho no tempo de desenvolvimento.

Desvantagens

  • O app não consegue usufruir de todas as funcionalidades da plataforma;
  • A performance do programa é inferior se comparada a de um app nativo;
  • O design não pode ter todo o potencial explorado.

Com base no conteúdo deste post, você já pode ter uma noção mais completa de qual formato de app escolher para sua empresa. Contudo, ressaltamos, sempre, a importância de ter o auxílio de um especialista ou até mesmo uma empresa para tomar essa decisão.

Este conteúdo foi produzido pela Izap – Serviços de Produção de App.