//Como montar um restaurante pequeno

Como montar um restaurante pequeno

Uma das principais dúvidas de quem deseja empreender em um ramo repleto de oportunidades é como montar um restaurante pequeno. No entanto, a ideia de começar pequeno é excelente, justamente porque esse segmento traz muitos desafios, além de oportunidades.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas importantes para que você tenha sucesso nessa empreitada e faça do seu novo negócio um sucesso. Confira!

Etapas para montar um restaurante pequeno

Montar um restaurante pequeno é uma tarefa que exige planejamento. Afinal, não dá para abrir um empreendimento importante como esse da noite para o dia, já que isso poderia colocar em risco o sucesso do negócio. Nesse sentido, é necessário seguir algumas etapas:

1. Planejamento do restaurante

Tudo começa muito antes de abrir o restaurante: é preciso encontrar o local ideal, que deve ser bem localizado, de acordo com seu público-alvo. É essencial garantir que o imóvel esteja em dia com a legislação e assegurar todos os alvarás e documentos necessários para a abertura do negócio.

Com a fase burocrática cumprida, você deve decidir qual é o melhor tipo de restaurante para investir. Ele pode ser à la carte, em que os clientes escolhem entre os pratos disponíveis e a refeição é preparada na hora, ou self-service, em que as comidas são dispostas e o próprio cliente monta o prato.

Há ainda a opção de delivery, em que os consumidores pedem as refeições e as recebem em casa. Os restaurantes fast-food são outra alternativa possível, em que as refeições são práticas de preparar, para que sejam servidas rapidamente. Já no sistema de rodízio, o preço é o mesmo, independentemente de quanto o cliente consumir.

Além dessas opções, há a possibilidade de fazer um local típico, como orientais, italianos e árabes, que costumam ser restaurantes aconchegantes, com decoração e pratos tradicionais de uma região ou cultura.

Para escolher a melhor opção, lembre-se de analisar preferências e hábitos do público-alvo, considerando também se há outros concorrentes por perto, o custo e a receita esperada em cada modelo de negócio.

2. Estrutura de um restaurante pequeno

Existe uma estrutura básica para montar um restaurante pequeno, indispensável para que o negócio funcione com eficiência e ofereça uma boa experiência aos clientes. Um dos fatores dessa estrutura é o atendimento.

Da cozinha ao caixa, todos precisam atuar perfeitamente, entendendo a importância do trabalho em equipe. A quantidade de funcionários depende de como você pretende atender: se é apenas no almoço, uma equipe basta; se for no almoço e no jantar, é preciso contratar mais pessoas.

A demanda também influencia, uma vez que, quanto mais clientes chegarem, mais trabalho haverá a fazer. Outro aspecto essencial ao montar restaurantes é contratar fornecedores eficientes, que cumpram prazos, tenham um bom custo-benefício e ofereçam produtos de qualidade.

Nesse sentido, o ideal é nunca depender de um só fornecedor. Mapeie as empresas na região e consulte-as para tentar reduzir custos, buscar produtos melhores, evitar atrasos e nunca ficar no prejuízo caso algum imprevisto ocorra.

Pense também no ambiente do restaurante. No dia a dia, ele precisa estar sempre limpo e organizado, tanto no salão quanto na cozinha. Invista em uma boa decoração, pois isso torna o espaço ainda mais atrativo.

Vale montar um cardápio diversificado, com pratos para pessoas veganas, celíacas ou com outras restrições. Procure ter opções para todos os gostos, dentro do possível.

3. Equipamentos essenciais para abrir um restaurante

Em relação aos equipamentos, é necessário investir em itens de qualidade e resistentes, afinal, você precisa garantir que os alimentos estejam armazenados corretamente e que os funcionários tenham estrutura para trabalhar.

Dependendo da demanda, uma geladeira com freezer pode ser suficiente. Caso contrário, invista em refrigerador e freezer separados, ou até em mais de um equipamento, se necessário. Opte por modelos modernos, com tecnologia frost free e que economizem energia.

O fogão industrial é outro aparelho indispensável, que permite cozinhar mais rápido e é mais potente do que fogões convencionais. Forno e micro-ondas também podem ser necessários, dependendo do preparo de cada refeição.

Lembre-se de talheres, copos e pratos, tanto para os clientes quanto para a cozinha, assim como panelas e outros utensílios importantes para o preparo das refeições. As mesas e cadeiras também são indispensáveis e devem seguir o estilo de decoração do espaço.

Também é importante ter um telefone e um computador para a recepção; e, se necessário, outros itens para escritório. Por fim, não esqueça dos produtos de higiene e limpeza, que devem ser utilizados no dia a dia, cumprindo regras sanitárias.

Aliás, fique atento à legislação e às normas sanitárias, para que seu negócio funcione e esteja sempre em dia com a lei – isso garante mais qualidade e credibilidade.

4. Divulgação do novo negócio

Antes de abrir seu restaurante pequeno ou bar e restaurante, é essencial investir em marketing para tornar seu negócio conhecido na sua região. Para isso, você pode usar diversas estratégias, tanto online quanto offline.

Na internet, você pode criar redes sociais e fazer posts periodicamente, divulgando o restaurante e os diferenciais dele. Anunciar online também é uma boa forma de chamar a atenção do seu público-alvo na web, principalmente pela possibilidade de segmentar os anúncios.

Já offline é possível criar panfletos e distribuir pela região, fazer anúncios em rádios, televisões ou jornais da região, contratar um carro de som, entre outras opções. Vale avaliar o custo e o retorno estimado de cada ação.

Agora que você sabe como montar um restaurante pequeno, é hora de tirar os planos do papel! Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência conosco!