//Landing page para empresas: como usar e gerar mais negócios?

Landing page para empresas: como usar e gerar mais negócios?

Quando falamos sobre estratégias de marketing e vendas atuais, o termo landing page dificilmente fica de fora. Isso acontece porque as landing pages são páginas fundamentais para apresentar uma oferta e/ou converter visitantes em leads. 

Uma landing page oferece uma oferta e espera que o usuário corresponda a ela. Por exemplo, uma landing page pode oferecer um ebook sobre um tema específico, em troca de um cadastro do visitante. 

Quando um visitante realiza esse cadastro ele passa a ser chamado de lead. O lead é uma pessoa que demonstrou certo nível de interesse na empresa, no produto, serviço ou em algum material que ela produziu. 

A partir da conversão de um usuário desconhecido em um lead, sua empresa pode passar a se comunicar com o contato em questão diretamente (por e-mail, SMS ou outros canais), contribuindo para criar um relacionamento entre marca e lead. 

O objetivo geral de uma estratégia de captação de leads é levar esse lead até as etapas mais profundas do funil de vendas, até que ele esteja pronto para receber o contato da sua equipe de vendas e preparado para fazer uma compra. 

O que são landing pages?

Como dissemos rapidamente acima, as landing pages são páginas que tem como objetivo converter um usuário em lead e a partir disso permitir que a empresa estabeleça uma comunicação mais direta com esse contato. 

Diferente da página de um site, a landing page apresenta uma oferta específica, sem outros menus ou chamadas para o usuário. 

Uma oferta, um formulário e um botão de ação para o cliente, essa é a formação básica de uma landing page, como você pode ver na imagem e exemplo de landing page, abaixo. 

Por que usar landing pages na sua estratégia de marketing?

As landing pages estão entre as principais ferramentas de captação de leads, por isso, dentro de uma estratégia de Inbound Marketing ou mesmo de Outbound, criar páginas de destino deve estar previsto em seu planejamento de marketing. 

As landing pages fazem parte das ações que estão previstas dentro de uma estratégia que considera o funil de vendas e as etapas de atração, conversão, nutrição e venda.

Investir em uma estratégia de geração de leads contribui para o melhor aproveitamento dos recursos investidos na atração de leads, geralmente, recursos utilizados na compra de anúncios pagos e de estratégias de SEO. 

Ou seja, significa que você vai aproveitar melhor o usuário que chegou até a sua empresa

Esse aproveitamento se dá, principalmente, por meio da ativação de uma estratégia de e-mail marketing, que irá nutrir os leads advindos de vários canais, entre eles, das landing pages.

Ao realizar a nutrição de leads, sua empresa passa a investir em uma estratégia de vendas e relacionamento mais barata que os links patrocinados e também muito eficiente. 

As campanhas de e-mail marketing têm um ROI médio de $38 para cada $1 investido. Bom, não é mesmo? Mas para isso você precisa, antes de tudo, de leads entrando na sua base continuamente. E as landing pages são responsáveis por isso!

Com o que se preocupar ao criar uma landing page?

Uma dúvida muito comum sobre as landing pages é sobre como criá-las. 

Quais as principais características de páginas como essa? 

Quais elementos não podem falar? 

O primeiro passo para criar uma landing page é entender quem é a persona da sua empresa e quais as etapas da jornada do cliente. 

A jornada do cliente vai da descoberta de um problema até a decisão por uma solução. 

Em cada fase, seu potencial cliente tem uma série de dúvidas específicas e, dentro de uma estratégia de Inbound Marketing, seu objetivo deve ser responder a essas demandas e avançar esse lead pelas etapas até o momento da compra. 

Para a landing page, saber quais são essas etapas e essas dúvidas vai te ajudar a criar o material ideal para a criação da página. 

Por exemplo, uma consultoria financeira pode montar uma landing page que oferece um ebook sobre as etapas de abertura de uma empresa. Estamos falando de um material que será bastante útil para usuários que estão começando a considerar a abertura de um negócio, ou seja, consumidores que estão no topo do funil de vendas, no início da jornada do cliente. 

Também é possível que essa mesma consultoria crie uma landing page que apresenta um webinar sobre os benefícios da contratação de uma empresa especializada em tributos e encargos de novos negócios. Esse tipo de material é bastante útil para landing pages voltadas para o fundo do funil, ou seja, para potenciais clientes que já entenderam que pode ser bastante difícil abrir uma empresa e que é melhor contar com a ajuda de um profissional. 

Em resumo, para criar uma landing page é preciso ter em mente:

  • a persona da empresa, 
  • a etapa da jornada do cliente, 
  • a oferta que a página irá compartilhar (por exemplo, um ebook, uma planilha, webinar e mais).

Com tudo isso definido é hora de criar a landing page e para isso você deve pensar em um design simples e direto, que não ofereça distração ao visitante.

O layout de uma landing page deve ter: 

  • apresenta uma oferta clara,
  • um título atrativo
  • a descrição objetiva da oferta
  • pode ou não ter imagem e/ou vídeo, 
  • um formulário curto e com informações necessárias para começar o relacionamento, 
  • um CTA (call to action) para o cliente concluir a ação prevista. 

Uma landing page também pode servir para levar o usuário a comprar imediatamente seu serviço ou produto, ou a fazer um teste do seu serviço, dentro de qualquer setor, seja indústrias, serviços, SaaS, entre outras. 

Observe as landing pages abaixo, da Netflix e Spotify. Ambas não oferecem um material para ser acessado pelo cliente, ao contrário, oferecem o próprio serviço. 

Essa é uma outra forma de uso da landing page, mas perceba que todos os elementos que citamos acima estão presentes. 

Geralmente, esse tipo de landing page atrai usuários que já estão no fundo do funil de vendas. 

 

Depois de definir a oferta que será apresentada na landing page, é importante construir a página em si e “colocá-la no ar”. Como fazer isso? Por meio de uma plataforma de landing page

Esses sistemas, geralmente, não demandam de conhecimento técnico nem da contratação de um profissional de desenvolvimento e programação web. 

Encontre uma ferramenta que permite você criar e publicar a landing page de maneira simples e intuitiva.

Lembre-se também que a landing page e a conversão de leads são apenas meios para captação de leads e que é fundamental ter um plano de gestão de leads que vai ser posto em prática logo que eles forem captados. Tudo isso também pode ser feito com a plataforma de Inbound Marketing certa.

Este artigo foi escrito pela LAHAR.