//Lista de e-mails: saiba como verificar e fazer uma campanha direcionada aos seus clientes

Lista de e-mails: saiba como verificar e fazer uma campanha direcionada aos seus clientes

Você sabia que é possível utilizar a sua lista de e-mails para divulgar eficientemente o seu negócio e fidelizar cada vez mais clientes? Embora tudo isso seja possível de realizar com baixos custos de marketing, é imprescindível conhecer e aplicar as estratégias certas.

Por analogia, usar os e-mails como ferramentas de publicidade consiste em uma escolha capaz de atrair diversos benefícios à sua empresa. Inegavelmente, o alcance do e-mail marketing é inacreditável, possibilitando atingir compradores de todos os lugares.

Depois que se decidir por fazer campanhas direcionadas, não se esqueça de que a sua empresa deve ser lembrada e, ainda mais importante, estar presente quando os clientes precisarem.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, as dicas essenciais para garantir a verificação da sua lista de e-mails através do Verificador de E-mails do SendPulse e, também, a implementação de campanhas de e-mail marketing direcionadas precisamente aos seus clientes. Boa leitura!

Defina claramente os seus objetivos

Antes de enviar quaisquer e-mails, você deve compreender quais os objetivos gerais que espera alcançar por meio deles. Alguns exemplos:

  • Oferecer as informações que farão os leads progredirem em suas jornadas de compra?
  • Fortalecer o relacionamento entre o lead e a sua marca para gerar engajamento?
  • Dar boas-vindas a novos contatos?
  • Reativar clientes antigos?
  • Divulgar promoções?

Ao mesmo tempo, com essas respostas, ficará mais simples organizar os conteúdos que estarão dentro dos e-mails e, também, elementos como:

  • CTAs;
  • Tipos de e-mail marketing (transacional, relacional ou promocional);
  • Título, dentre outros.

Conheça os seus clientes

Além de elaborar adequadamente os conteúdos que comunicará em seus e-mails, outra fase importante para criar campanhas direcionadas consiste em compreender a fundo para quem será enviado esses materiais.

Em virtude disso, segmentar o público e criar suas personas também ajudará tanto a você quanto a sua equipe no envio de materiais corretos, para os leads certos e no melhor momento possível.

Em síntese, a compreensão da persona de seu negócio é fundamental, também, para uma fase anterior à criação das campanhas de e-mail: a geração dos leads. Assim como as suas personas, certamente, estarão disseminadas nas diferentes fases de seu funil de vendas, é imprescindível mapear, por exemplo:

  • As dúvidas principais de cada etapa da jornada de compras;
  • Quais são, precisamente, as suas personas.

Capture os leads

Logo depois, será necessário possuir uma base consistente de leads antes de começar a enviar os e-mails. Se acaso considerou, em algum momento, comprar uma base de leads já pronta, abandone essa ideia.

Além disso, é altamente recomendável criar a sua própria base e receber as autorizações dos contatos para estabelecer comunicações com eles (as chamadas “opt-in”).

Eventualmente, os formulários presentes nas landing pages estão entre as ferramentas principais para a captação de leads. Dessa maneira, você poderá utilizar também:

  • Pop-ups de intenções de saída;
  • Pop-ups de boas-vindas, com campos para preenchimentos de e-mails em troca de vantagens, como descontos em produtos.

Fique atento aos assuntos dos seus e-mails

Diversos especialistas sustentam que o “assunto” constituem a etapa central no processo de criação de campanhas direcionadas. De maneira idêntica, caso os assuntos não sejam interessantes ao público que se almeja atingir, os e-mails serão encaminhados à lixeira e não serão abertos.

Com efeito, não importa se os conteúdos são perfeitos: se os assuntos não despertarem a curiosidade, os e-mails serão nada mais do que lixo, isto é, serão enviados para o lixo.

Inclua bons CTAs

Os CTAs (sigla inglesa para “calltoaction”) consistem em chamadas para que os leads entrem em ação. Eles são, em geral, botões que estimulam os usuários a clicar para serem direcionados a páginas externas como uma página no site, um blog post etc.

Por outro lado, ao clicarem em seus CTAs, é como se a sua equipe ganhasse uma batalha de conquista, sendo travada no interior desse canal. Para que os cliques nos CTAs indiquem êxito da campanha, os usuários terão lido o assunto, entrado em contato com os textos, entendido a sua proposição de valor e decidido clicar no botão que o encaminha a outra página.

Por isso, a melhor estratégia tende a ser optar por somente uma chamada, repetindo-a ao longo de todo o e-mail. Nesse ínterim, um bom exemplo pode ser encontrado em frases do tipo: “clique aqui para concorrer ao nosso prêmio”.

Certamente, não é indicado incluir CTAs diferentes no mesmo e-mail, pois desse modo os seus contatos podem se confundir acerca de quais chamadas atender e terminar saindo sem ter feito nada.

Considerações finais

Cumpre ressaltar, por fim, que o seu público está ciente que a sua empresa deseja ganhar dinheiro. Já que todos os negócios se baseiam nessa premissa, não há nada de intrinsecamente mal nisso.

Em conclusão, porém, o dinheiro é apenas um subproduto daquilo que você pode oferecer a um cliente em um determinado período. De tal sorte que, ao trabalhar com a sua lista de e-mails, será possível desenvolver ações extremamente rentáveis, comercializando seus produtos e/ou serviços e fidelizando clientes com maior facilidade.