//Vale a pena investir em link building?

Vale a pena investir em link building?

Quem trabalha com sites e desenvolvimento de e-commerce atualmente, sabe muito bem a importância de link building. 

Mas, para quem está começando no ramo, pode ter muitas dúvidas sobre o que é, qual é a sua importância e como fazer link building em suas páginas do site. 

Portanto, vamos esclarecer todas as dúvidas sobre link building e te dar dicas sobre como você pode melhorar o tráfego na sua página, resultando em mais leads, graças ao link building. Confira! 

  • O que é link building? 

Como o próprio nome inglês já indica, link building seria a “construção de links”. Na verdade, é um conjunto de estratégias, que abrangem o Search Engine Optimization (SEO), cujo objetivo é construir uma rede de links para direcionar e melhorar o tráfego, fortalecendo sua página. 

O SEO, de fato, nada mais é do que um conjunto de técnicas a serem aplicadas para posicionar um site na primeira página do Google, quando algo relacionado a aquela página for pesquisado. 

Em relação ao SEO, podemos citar que as principais estratégias envolvem não só a criação do conteúdo da página, que deve ter muita qualidade, como também a autoridade e a experiência do usuário que acessar aquela página. 

Parece complicado, não é mesmo? Mas no fundo não é. Inclusive, o Google deixa claro quais são essas estratégias e elas são sabidas por desenvolvedores de páginas da internet e por quem trabalha com marketing digital, por exemplo. 

  • Mas como isso funciona?

Você já deve ter procurado algo no Google, não é mesmo? Você acha que simplesmente o Google joga diversos conteúdos, sem nenhum ranqueamento, quando você escreve no local de pesquisa o que deseja pesquisar? 

Claro que não é assim… 

O Google usa mais de 200 fatores de ranqueamento, ou seja, mais de 200 propriedades das páginas para ranquear-las conforme diversos fatores, que incluem: 

  • Qualidade do conteúdo; 
  • Tamanho do conteúdo; 
  • Palavra-chave no título; 
  • Palavra-chave no conteúdo; 
  • Tempo de permanência do usuário na página; 
  • Tempo de carregamento da página; 
  • Design; 
  • Relevância de links. 

Vamos falar agora um pouco sobre esses fatores. Dessa forma, você vai entender melhor o que significa link building. 

  • 1 – Qualidade e tamanho do conteúdo 

Conforme o sistema de ranqueamento do Google, de nada adianta um conteúdo ruim, ou pouco informativo. 

De fato, os textos maiores, mais explicativos, costumam ter pontuações maiores e ranqueamento melhor, justamente porque oferecem mais informação ao usuário. 

Mas, isso não quer dizer que você pode “enrolar” e escrever qualquer coisa. Conforme já explicamos, o conteúdo tem que ser de qualidade. 

Aqui outro fator que pega é a originalidade desse conteúdo. O plágio (a cópia de conteúdo de outro, sem a referência, atestando que aquele conteúdo é seu) é visto como algo terrível. 

Infelizmente, ainda são encontradas muitas páginas que apenas copiam o conteúdo de outras e não se dão ao trabalho de escreverem textos originais. 

A forma de passar esse conteúdo também é importante. Um texto enorme, com parágrafos gigantescos e linguajar rebuscado e de difícil entendimento certamente também não será bem ranqueado. 

Por isso, é essencial saber o seu público-alvo de leitura. 

Imagina que você tem um site destinado ao público com pós-graduação, que busca informações mais técnicas e especializadas de uma área. O linguajar deve ser diferente de quem busca informações mais simples sobre determinado assunto. 

  • 2 – Palavra-chave 

Colocar a palavra-chave no título e logo no primeiro parágrafo faz com que o algoritmo do Google entenda rapidamente sobre o que é aquele assunto. 

No decorrer do texto, é importante que você também use a palavra-chave, mas sem exageros. 

  • 3 – Tempo de carregamento e permanência na página 

Imagina uma página que simplesmente não carrega, cheia de vídeos pesados que não abrem. Péssimo para o ranqueamento. 

E geralmente, o usuário não fica muito tempo esperando a página carregar ou vídeos ou imagens abrirem. Portanto, capriche no desenho, na qualidade, mas também não exagere no tamanho de imagens e vídeos. 

Além disso, páginas cheias de erros, nos quais o usuário clica e nada abre também não possuem bom ranqueamento. 

  • 4 – Design 

É óbvio que uma página com um belo design, user-friendly, sem erros ou com carregamento rápido (em torno de 3 segundos) terá mais sucesso do que uma página que demora muito para carregar. 

  • 5 – Relevância dos links 

Agora chegamos no assunto link building. 

Os links que sua página terá deverão ser associados ao seu universo, ao conteúdo que sua página divulga. 

Além disso, é importante usar links internos (conteúdos já publicados do seu próprio site), bem como externos (que são de outros sites, também chamados de backlinks), mas com cuidado para não exagerar nem forçar a barra. 

E por que isso é importante? Porque esses links demonstram a autoridade daquele site e sua relevância no mercado, para o Google. 

E como fazer esse link building com eficiência? Veja as seguintes orientações: 

  • Diversificação de links; 
  • Cuidado com o texto-âncora (palavra que estará grifada ou em negrito, onde estará o link); 
  • Analise links externos com relação ao seu conteúdo. 

Usando SEO e link building, certamente seu site ficará bem ranqueado e você colherá os frutos de mais tráfego e leads.