//Busca orgânica x busca paga: quais as diferenças?

Busca orgânica x busca paga: quais as diferenças?

É praticamente impossível encontrar alguém que tenha acesso à internet e nunca tenha utilizado o Google para buscar sobre algum assunto, produto ou a reputação de uma empresa. Essa nova forma de obter informações impactou diretamente o processo de decisão de compra.

Agora, antes de contratar um serviço ou adquirir um produto, o consumidor tem à disposição informações e descrições detalhadas sobre o que deseja comprar. Ou seja, o processo de decisão de compra passou a contar com uma maior autonomia do consumidor, que não era muito comum antigamente.  

Justamente por influenciar a decisão do consumidor, o Google se tornou uma plataforma fundamental para as marcas que fazem suas campanhas na internet. Pois através dele as empresas conseguem atingir o público certo, na hora certa.

Para entender melhor sobre as diferenças entre busca orgânica e busca paga, é necessário entender ambas separadamente. Apesar de terem métodos diferentes, a busca orgânica e a busca paga têm um mesmo objetivo final, que é destacar a marca, produto ou empresa nos sites de busca, como o Google.  

Estar em evidência nos principais buscadores é um sinal de que as estratégias estão dando certo, pois se destacar nos sites de busca é essencial, visto que eles são as maiores fontes de informação da internet. 

Se ficou interessado no artigo de hoje, vamos falar sobre as principais diferenças entre busca orgânica e busca paga, além de mostrar as vantagens para o seu negócio. Gostou da ideia? Então acompanhe a leitura

Busca orgânica

A busca orgânica são os resultados não pagos que o Google apresenta em qualquer pesquisa feita em seu site. São os resultados considerados mais relevantes e próximos de responder às dúvidas das pessoas.

Para posicionar o site de uma marca entre os primeiros resultados há uma série de técnicas de otimização, popularmente conhecidas como SEO (Search Engine Optimization), essa estratégia passa desde o desenvolvimento do site até na criação de conteúdos que serão publicados para alimentá-lo.

O SEO deve ser uma preocupação frequente dos sites que desejam ganhar destaque organicamente, já que os algoritmos do Google estão sempre se aprimorando e mudam de forma abrupta. Por isso é importante focar em conteúdos relevantes que gerem valor e atraiam consumidores.

Busca paga

Outra maneira de manter seu site rankeado nas primeiras páginas é com o Google Adwords. Que são os links pagos para estarem no topo das pesquisas, por meio de palavras-chave específicas. Ou seja, o anunciante escolhe de seu interesse para patrocinar,e quando elas forem digitadas na barra de busca, o link aparecerá em destaque antes dos orgânicos. 

Neste caso, também há uma análise de relevância que direciona para quem e quando o link vai aparecer, que tem relação com o público-alvo do negócio. Assim, cada palavra-chave é precificada de acordo com a concorrência dela, e a cada clique conseguido.

Qual a melhor forma? 

A principal vantagem de se investir na busca orgânica é o fato do investimento ser baixo para um grande retorno. No entanto, o orgânico conta sempre com a desvantagem de demorar muito mais tempo para apresentar resultados.

Já a busca paga tem como principal vantagem ter um retorno rápido, com cliques acontecendo em pouco tempo. Porém, os custos são maiores, o que pode ser inviável para algumas empresas. 

Gostou do conteúdo? Conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar nossas postagens.