//Carteira de clientes: 5 dicas para gerenciar

Carteira de clientes: 5 dicas para gerenciar

A carteira de clientes é um conceito importante para os negócios, principalmente para quem está começando. Um bom gerenciamento da carteira pode proporcionar o aumento das vendas e o seu alcance de mercado.

De maneira geral, ter e gerenciar uma carteira de clientes permite conhecer quem são os consumidores do negócio. Como resultado, é possível alcançar resultados extraordinários, visto que gera maior organização e, consequentemente, identificar os clientes inativos e ativos.

Por isso, esse conceito gera novas oportunidades para recuperar os antigos clientes e atrair novos leads. 

Quer entender o que é carteira de clientes e como gerenciar? Então, continue a leitura deste artigo e fique por dentro de tudo! 

O que é Carteira de Clientes?

Carteira de clientes, ou cartela de clientes, é um recurso de conjunto de pessoas ou empresas que estabeleceram contato com a sua empresa. Em outras palavras, é uma ferramenta que permite fazer o gerenciamento de contatos a fim de atender os clientes de modo eficiente.

Você, certamente, já deve ter percebido que muitas empresas possuem uma cartela de clientes, não é mesmo? Isso porque, fazer a gestão de cliente, se torna fundamental quando o assunto é vender sem se concentrar apenas em vendas, e sim se atentar aos clientes que estão inativos. 

Afinal, dentro dessa carteira, que funciona como um  portfólio de clientes, existem aqueles que estão participando ativamente do processo, realizando compras com certa regularidade, enquanto outros já não fazem mais isso, logo, são clientes inativos.

Tipos de carteiras clientes

Se deseja ter uma boa gestão da carteira de clientes saiba que você deve conhecer os tipos e, depois, segmentá-los. Os principais tipos são:

Carteira ativa

Esse tipo de carteira está relacionado  ao momento em que há um relacionamento comercial claro e frequente com a empresa, logo, pode contribuir para  entender os sentimentos e vontades dos seus clientes e gerar a fidelização. Um exemplo disso são consumidores que compram elevadores e precisam, em algum momento, solicitar a manutenção de elevadores com a empresa responsável. 

Carteira de renovação

Diferente da carteira ativa, a de renovação é quando não há o relacionamento frequente com o negócio, portanto, significa que o contrato já está para vencer, ou seja,  são os consumidores que passam de clientes ativos para clientes em renovação. Nesse caso, quando há renovação – ou não- do contrato, os compradores são realocados para a carteira ativa ou inativa.

Carteira inativa

Por fim, a carteira inativa, que nada mais é que uma cartela com consumidores que não comprar mais os serviços e/ou produtos da companhia. Em outras palavras, são os compradores que já tiveram um vínculo comercial com a empresa durante um período, e por algum motivo, essa relação foi encerrada.

E se engana quem pensa que essa carteira deve ser desconsiderada na gestão da carteira só porque os clientes não têm relação com a marca. Se você descartar esse tipo de carteira na sua gestão, saiba que está cometendo um grande erro!

Afinal, você pode elaborar estratégias para atrair esses consumidores e recuperá-los. Não só isso, como também encantar esses consumidores e garantir vendas recorrentes para o seu negócio, basta identificar os motivos que levaram a quebra de relação com a sua empresa.

A importância da gestão da Carteira de Clientes

Gerenciar a cartela de clientes é fundamental, ou melhor, a etapa mais importante para quem deseja obter crescimento do negócio. Por ser um grupo de clientes que compram ou já compraram alguma vez da sua marca, a gestão permitirá a melhor organização, como se fosse abraçadeira para eletrodutos, por exemplo, garantindo uma melhor fixação. 

Nesse sentido, o gerenciamento de uma carteira de consumidores não é diferente, pois implica em gerar a fixação de clientes no negócio. Ou seja, traz benefícios como:

  • Impulsiona as vendas;
  • Satisfação do cliente;
  • Relacionamento entre marca e consumidor;
  • Fidelização de clientes.
  • Otimização de campanhas de marketing;
  • Entre outros.

Considerando que a gestão implica em conhecer os consumidores da sua marca, é possível oferecer um atendimento personalizado e eficiente, o que acarreta satisfação do consumidor e, consequentemente, a fidelização.

Desse modo, é importante ter uma boa gestão para deslanchar os resultados de sua empresa. Se deseja ter esses benefícios, confira algumas dicas que separamos para você!


Veja também:


5 dicas para gerenciar a Carteira de Clientes

Agora que você já sabe o que é e quais os tipos de cartela de clientes, é importante saber como gerenciar a carteira de clientes. Vamos lá?

1.Faça prospecção de clientes

Embora a sua empresa de sistema de automação, por exemplo, tenha bastante clientes ativos, prospectar é mais que necessário para elevar suas vendas. Até porque você pode ter clientes ativos se tornando inativo, ou de renovação que não renovaram o contrato, ou seja, pode diminuir a sua base de clientes ativos.

Não pare de prospectar, afinal, quanto mais consumidores, melhor, não é mesmo? Então, coloque em mente a prospeção. Prospectar e prospectar, sempre!

Para tanto, você precisa ter um plano de ação para atrair os potenciais clientes e, então, mantê-los sempre ativos, pois de nada vai adiantar prospectar e perder clientes em um curto período.

Faça um planejamento diário ou semanal, por exemplo,  para focar na captação de novos compradores e, assim, garantir uma gestão da carteira de clientes sólida e eficiente.

2. Gerencie as carteiras ativas, inativas e a de renovação

Como citamos anteriormente, é importante prospectar mesmo que tenha um grande número de usuários ativos. Entretanto, podemos incluir a gestão de todas as carteiras como primordiais no seu negócio.

Sejam ativos, inativos ou em renovação, é preciso ter um bom controle da sua cartela. Isso permite, portanto, acompanhar o que satisfaz o consumidor, o que afasta, bem como o que pode recuperar esses clientes.

É importante que a empresa tenha uma definição do que é um cliente inativo, que pode variar de acordo com o serviço ou produto. Pois, em alguns casos, um cliente inativo se torna quando o consumidor não compra há mais de 5 meses, por exemplo, já em outras empresas, é inativo quando não tem relacionamento por mais de dois meses.

3. Recupere os clientes inativos

Não basta apenas prospectar. Você precisa tentar recuperar os clientes inativos, pois em algum momento eles já tiveram contato com a sua marca e,se recuperados, podem até mesmo ser fiéis ao seu negócio. Lembre-se que, de acordo com Philip Kotler, pai do marketing, conquistar um novo cliente custa de cinco a sete vezes mais que manter um atual.

Então por que não recuperar quem se afastou de sua empresa? Aliás, podemos considerar isso como alguns benefícios, tais como as possibilidades de:

  • Corrigir erros do passado;
  • Melhorar os serviços e produtos;
  • Oferecer um atendimento de qualidade;
  • Reduzir custos;
  • Entre outros.

Pode não parecer, mas a gestão da carteira de clientes implica em apurar o que aconteceu com o comportamento dos consumidores. Portanto, se você tem clientes inativos em seu negócio, não perca tempo e tente recuperá-los, o quanto antes. Afinal, quanto mais rápido atrair esses clientes, melhor, pois evita perder essa carteira para sempre. Logo, reconquistá-lo contribui para a redução de custos, visto que é mais barato do que conquistar um novo.

4. Defina metas e faça o monitoramento

Definir metas é essencial, seja para vendas, captação de leads, faturamento e assim sucessivamente. E quando envolve a carteira de cliente a definição de uma meta acarretará em estratégias assertivas melhores resultados.

Lembre-se sempre que a meta é crucialmente importante para que haja um melhor planejamento, como se fosse um guia para alcançar o sucesso, aumentando o faturamento e a lucratividade do negócio, além disso, contribui em melhorias na experiência do usuário.

Outro ponto importante é o monitoramento. Não basta apenas definir a meta e saber aonde o seu negócio quer chegar. Você deve monitorar e acompanhar como estão seus resultados. Quanto antes perceber que alguns clientes estão se afastando e perdendo o relacionamento com sua marca, mais eficiente será a sua gestão da carteira.

5. Invista em tecnologia na gestão da carteira de clientes

Quer  fazer a gestão da carteira de clientes com o menor índice de erros? Então, aposte em ferramentas tecnológicas. 

Até porque há um grande volume de dados, desde produtos, serviços, incluindo os clientes. O uso de um CRM, por exemplo, pode ser uma excelente opção, pois é um software que tem a capacidade de guardar dados gerados a partir do relacionamento entre empresa e clientes. Com um histórico completo de cada utente, mais eficiente será a sua gestão.

Conclusão

A Carteira de Clientes também é conhecida como uma cartela de clientes, ou até mesmo um portfólio. Dentre os três tipos existentes, é importante gerenciar todas, desde ativos, inativos e de renovação.

Fazer o gerenciamento influencia em menor fluxo de vendas, atraindo novos compradores, recuperando os inativos e evitando perder clientes recém capturados, ou seja, ocorre melhor relacionamento.

Coloque essas dicas em prática e conquiste resultados de sucesso para a sua marca! Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe este post em suas redes sociais.

By |2022-05-16T10:45:28-03:0016 de maio de 2022 |Dicas|

Sobre o autor:

Formada em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Gosta de aprender coisas novas e dialogar para trocar conhecimentos. Escolheu cursar Jornalismo porque é interessada em ajudar as pessoas através da comunicação. Enxerga o marketing como uma forma de comunicar e alcançar pessoas, entregando sempre uma experiência única e especial ao leitor. É Assessora de Imprensa e criadora de conteúdo na Plataforma Soluções Industriais.

Leave A Comment

Whatsapp Marketing para o Empreendedor Vendas no Instagram Vendas industriais e internet Vantagem Competitiva Tecnologia no Marketing