//Informações antes de apertar os cintos: manutenção de aeronaves

Informações antes de apertar os cintos: manutenção de aeronaves

Calibragem de pneus para aviões, troca constante de peças, revisão periódica, balanceamento. Quem utilizar automóvel ou realizar atividades relacionadas ao ramo, já está acostumado à estas rotinas.

O plano de manutenção de aeronaves é ainda mais complexo do que a manutenção de outros tipos de automóvel.

Para que esse processo seja realizado, é necessário que o plano de reparo de aeronaves seja emitido pelo fabricante e aprovado pela autoridade aeronáutica do país, neste caso, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

No entanto, apesar disso, a manutenção de aeronaves é essencial para manter a segurança e desempenho dos aviões.

Por sua vez, a manutenção se consiste nas operações destinadas à conservação de uma aeronave e dos seus respectivos sistemas. Ela tem o foco de manter a disponibilidade, limpeza e desempenho, além de corrigir ou/e prevenir possíveis falhas de material ou deterioração dos sistemas.

Normalmente, cada fabricante define um manual com um programa de manutenção de aeronaves específico. Afinal, existem diversos modelos de aviões e cada um deve seguir as recomendações mais adequadas.

Por essa razão, iremos falar neste artigo sobre os modelos mais comuns de manutenção e como eles são realizados.

Quais são as etapas da manutenção de aviões?

Existem diversas formas de fazer o reparo de aeronaves. No entanto, há um processo padrão para todos eles que precisam ser feitos pela empresa de manutenção de aeronaves. Veja abaixo:

  1. Desenvolvimento do programa de manutenção da aeronave, que vai de acordo com as especificações do fabricante;
  2. Aprovação emitida pelo fabricante e aprovada pelos órgãos reguladores de aviação civil;
  3. Controle dos boletins de serviços emitidos pelo fabricante, visando o melhor processo feito pela empresa de manutenção de aeronaves;
  4. Execução da manutenção de aeronaves de acordo com o programa estabelecido pelo fabricante;
  5. Realização de outras inspeções periódicas essenciais de reparo da aeronave, seja para a troca de pneu para avião, entre outros.

A seguir, veja quais são os tipos mais comuns de programas de manutenção de aeronaves e seus procedimentos:

Manutenção de aeronaves de linha

O reparo de aeronaves por meio da manutenção de linha acontece entre os voos e, por isso, tem alta frequência.

Após o pouso do avião, é feita uma rápida verificação na aeronave quanto ao desgaste do pneu para avião, além de outros tipos de impactos do gênero.

Além disso, também é feita uma limpeza interna, como a higiene dos assentos e das peças de avião e polimento das janelas. Também é verificado a integridade do motor e se o seu funcionamento está adequado.

A manutenção de linha tem o objetivo de verificar se está tudo bem para a próxima decolagem. Em alguns casos, essa manutenção pode ser feita pela própria tripulação.

Manutenção de aeronaves de hangar

É um modelo de reparo de aeronaves mais complexo que a manutenção de linha. Normalmente, a manutenção de hangar é realizada a cada 24 ou 48 horas, dependendo do tipo de aeronave.

Neste modelo, são realizados serviços que exigem mais tempo e complexidade, como a troca de pneu para avião, assim como o farol de avião, além da verificação de óleos e fluidos hidráulicos, entre outros.

Manutenção de checks de letras: A, B e C

Neste método, a empresa de manutenção de aeronaves precisará demandar diferentes técnicos, pois o nível de exigência precisa cumprir com todas as especificações, além de registrar todos os processos.

Pode-se dizer que a manutenção de checks de letras, também conhecido como “checks de rotina” é um dos tipos mais complexos. Veja abaixo cada um das revisões feitas:

Check A

É uma revisão efetuada uma vez por mês, ou aproximadamente a cada 400-600 horas de voo ou 200-300 ciclos, dependendo da aeronave.

Essa manutenção de aeronaves é feita durante a noite, em um local onde o avião estacionou junto do terminal do aeroporto, conhecido como hangar.

Esse modelo de reparo de aeronaves precisa de cerca de 50-70 horas dos técnicos, e as tarefas típicas são a recomposição de graxa em trens de pouso, flaps e superfície de comando, entre outras.

Check B

Essa revisão que pode ter como base os dias do calendário ou horas de vôo, por isso, depende de cada companhia comercial.

Além disso, a operação costuma ser feitas em aeronaves mais antigas. O ideal é que essa revisão seja feita em hangares e tenha o seu tempo de duração em aproximadamente 48 horas.

Check C

Aqui, a empresa de manutenção de aeronaves realiza o processo a cada 12 a 24 meses, ou uma quantidade específica de horas de voos reais ou ciclos.

Essa revisão faz com que a aeronave deixe de operar durante um largo período de tempo, e é realizada em um hangar.

O tempo médio necessário para completar o reparo de aeronaves é de pelo menos 1-2 semanas a um mês. ou em média 6.000 horas de esforço da equipe técnica.

Check D (ou Overhaul)

E a mais aprofundada das revisões, e por isso, é realizada pela empresa de manutenção de aeronaves a cada 4 a 5 anos, e implica o total ou parcial desmantelamento da aeronave.

Em outras palavras, o avião é totalmente desmontado e remontado para a manutenção e, inclusive, a pintura também é refeita. Trocam-se todos os ítens necessários, como o farol do avião ou pneu para avião.

Essa verificação pode levar até 50.000 horas e 2 meses para ser concluída, dependendo do número de técnicos e da empresa de manutenção de aeronaves.

Como escolher uma empresa de manutenção de aeronaves

Para realizar qualquer tipo de serviço em uma aeronave, é imprescindível que a empresa de manutenção de aeronaves siga todas as normas estabelecidas diante dos órgãos competentes.

Além disso, também é essencial que a empresa tenha profissionais qualificados e que realizem o trabalho de acordo com o estabelecido pelo fabricante da aeronave.

Especialmente quando falamos na manutenção de aeronaves, toda atenção deve estar sempre voltada para a segurança. As aeronaves são estruturas complexas, e por isso, pensar em cada detalhe de forma segura é fundamental.

Por isso, ao buscar uma empresa de manutenção de aeronaves, lembre-se de levar em consideração a qualidade dos serviços e da marca, para, dessa forma, evitar possíveis riscos, acidentes e prejuízos maiores!