//Como fazer Marketing de Conteúdo para a Indústria?

Como fazer Marketing de Conteúdo para a Indústria?

Independente do seu segmento industrial, uma das principais formas de conquistar novos clientes é por meio das estratégias de marketing. No entanto, o que poucos sabem é que existem diversos canais e mecanismos para esse objetivo.

Hoje, vamos falar um pouco mais sobre as técnicas de divulgação para o seu negócio, começando pela diferenciação entre duas estratégias bem comuns atualmente: o marketing digital e o marketing tradicional.

Marketing digital x marketing tradicional: qual é a diferença?

De uma maneira resumida e objetiva, a diferença central entre o marketing digital e o marketing tradicional está nos canais utilizados. Enquanto na versão tradicional da divulgação você está limitado aos meios convencionais e físicos, o marketing digital permite a exploração de canais virtuais — como sites, mídias sociais e e-mail.

Só que o canal não é a única diferença entre essas estratégias. Você tem vantagens sensíveis para a versão digital da sua divulgação como, por exemplo, custos reduzidos (é comprovadamente mais barato trabalhar com marketing na internet) e maior alcance (as pessoas podem ver seu anúncio a qualquer momento nos canais digitais).

Isso sem falar na facilidade de mensurar os resultados das ações no marketing digital. Hoje em dia existem ferramentas completas para esse objetivo, gerando uma importante base de dados e reduzindo a subjetividade de algumas ações do marketing tradicional.

Quais são as principais estratégias do marketing digital?

Outro ponto interessante sobre o marketing digital é a variedade de estratégias que podem ser implementadas no seu negócio. Vamos explorar então algumas dessas abordagens que são empregadas para objetivos dentro do marketing digital.

Inbound Marketing

A base de uma estratégia de Marketing de Conteúdo é pautada no que se chama de Inbound Marketing — ou, se preferir, “marketing de atração”. O grande objetivo aqui é atrair o seu cliente de maneira natural, algo que ocorre por meio da produção de conteúdo online.

A estratégia pode ser dividida em quatro etapas básicas: atrair (por meio da produção de conteúdo gratuito e relevante), converter (fazer com que o visitante se torne um lead, isto é, um potencial cliente), vender (posteriormente, por meio de uma oferta) e encantar (que é a abordagem da fidelização do cliente).

Dentro desse processo de Inbound Marketing, o seu cliente começa como visitante, passa a ser um lead e só então entra como comprador. Ao longo dessa transformação, ele pode se enquadrar em três etapas do que se chama de funil de vendas, conforme explicamos a seguir:

  • Topo de funil: é a “porta de entrada” do visitante. O seu cliente provavelmente ainda não identificou um problema e como a sua marca pode ajudá-lo, então os conteúdos devem ser mais básicos.
    Exemplo: Benefícios do Ômega 3: O que você precisa saber
  • Meio de funil: em um segundo momento, o seu futuro cliente identificou o problema e está buscando soluções. É o momento de mostrar que a sua solução está entre as melhores do mercado. Veja bem a mudança no tom em relação à apresentação anterior sobre o ômega 3.
    Exemplo: Qual é a melhor marca de Ômega 3?

  • Fundo de funil: por fim, já no fundo de funil, esse usuário está pronto para se tornar seu cliente, é hora de destacar porque sua empresa oferece a melhor solução. São conteúdos mais voltados para a venda em si.
    Exemplo: Diferenciais do melhor Ômega 3.

Estratégias orgânicas

Dentro do processo de Inbound Marketing, você possui diversos canais para a produção dos conteúdos e, claro, o compartilhamento deles com o seu cliente. O primeiro grupo de estratégias é o que chamamos de orgânicas. Elas não exigem que você pague para chegar até o seu potencial consumidor.

Aqui estão, por exemplo, a produção de conteúdo para um blog, a formatação desse conteúdo para os mecanismos de busca (algo que se chama de SEO — Search Engine Optimization) e a comunicação por e-mail após o seu cliente oferecer o seu contato em troca de alguma isca digital (como um e-book ou uma newsletter, por exemplo).

Estratégias pagas

Além das estratégias orgânicas, existem também as estratégias pagas que, como o nome sugere, representam a necessidade de investimento para atingir o seu cliente. É o caso principalmente dos anúncios, sejam eles feito no Google (para o seu site aparecer como solução antes de concorrentes) ou até nas mídias sociais (canais em que o contato é mais próximo e reforça a força da sua marca com mais facilidade).

Existe a melhor forma de fazer Marketing de Conteúdo para a indústria?

Como vimos ao longo do texto, existem diversas estratégias e canais para divulgar o seu conteúdo por meio do marketing digital. Importante ressaltar que elas não são excludentes e, portanto, você pode aderir ao Inbound Marketing sem deixar de lado outras técnicas que já funcionam para o seu negócio.

O mundo ideal, aliás, é trabalhar com o máximo de canais de marketing, desde que eles sejam pertinentes ao seu segmento. E você? Já utiliza o marketing digital nas suas estratégias? Tem alguma dica que queira compartilhar conosco? Aproveite a área de comentários para ajudar outros empreendedores da indústria.

Conteúdo oferecido em parceria com o Blog Vhita.

By |2020-09-18T11:39:31-03:0018 de setembro de 2020 |Indústria|

2 Comments

  1. ANA PAULA 19 de setembro de 2020 at 21:33 - Reply

    Acredito que para industria ou para qualquer outro local, conhecer a persona e focar o conteúdo em suas necessidades e resoluções de problemas é o ideal

    • Solucoes Industriais 25 de setembro de 2020 at 11:20 - Reply

      Oi Ana! É verdade, é muito importante conhecer a persona e produzir conteúdos que sejam relevantes para ela. Obrigado pelo comentário, dá uma olhada porque tem muitos outros conteúdos bacanas.

Leave A Comment