/, Marketing/Como saber se sua indústria está pronta para vender em marketplaces

Como saber se sua indústria está pronta para vender em marketplaces

O comércio eletrônico não é exclusivo para a atuação de distribuidores, as indústrias vêm ganhando espaço e descobrindo as vantagens de anunciar produtos online. Essa é uma boa saída para aumentar a receita.

Por se tratar de uma novidade para as indústrias, vender na internet é um oceano azul esperando para ser explorado. Os primeiros a anunciarem com estratégia conquistarão destaque e, consequentemente, muito mais faturamento.

Porém, sabemos que toda novidade vem acompanhada de muitas dúvidas. Queremos te ajudar a entender os primeiros passos para vender em marketplaces, e se seus produtos de fato são aderentes para essa atuação.

Leia até o final para conferir:

  • O que são marketplaces;
  • Quais as vantagens que marketplaces oferecem para a indústria;
  • É modinha ou pode dar certo?;
  • Como não competir com seus distribuidores;
  • Como saber se seus produtos têm aderência com a venda online;
  • Conhecendo marketplaces e como começar a vender.

Vamos lá?

O que são marketplaces

Um jeito simples de entender como funcionam marketplaces é imaginá-los como um shopping virtual. É um espaço online onde várias marcas podem anunciar seus produtos para os consumidores. Diferente do e-commerce, que equivale à uma loja exclusiva de uma única marca, o marketplace reúne várias opções para o consumidor (muitas vezes, até do mesmo produto de anunciantes diferentes).

A grande “sacada” do marketplace é a visibilidade. Afinal, quando você busca por um tênis na internet, o que encontra primeiro? Um pequeno e-commerce de vestuário, ou marketplaces como Netshoes, Dafiti e Zattini?

Talvez você esteja se perguntando: “Ok, então o marketplace encurta o caminho entre o lojista e o consumidor, mas como ganhar destaque em meio a tantos anúncios concorrentes?”. Explicamos neste artigo: Como diferenciar os seus produtos em marketplaces.

Agora, vamos afunilar para o que as indústrias precisam saber em especial sobre esse tipo de negócio!

Quais as vantagens que marketplaces oferecem para a indústria

O principal que precisamos entender aqui, é: marketplaces representam o equilíbrio. Você, indústria interessada em aumentar sua receita com vendas diretas, não quer correr o risco de ter prejuízos enormes ao tentar uma novidade.

No caso dos marketplaces, o investimento não é pesado e pode não representar grandes perdas se optar por permanecer nesse modelo apenas por um período de experimentação, para “sentir o mercado”. Isso acontece porque já são estruturados, ou seja, prontos para começar a vender!

Marketplaces têm maturidade no mercado, o que significa estabilidade e mais opções de controle de gestão. Um bom exemplo disso é a integração de marketplaces, que permite uma gestão multicanal: em uma única ferramenta, você visualiza informações de ERPs, plataformas e todos os marketplaces onde anuncia seus produtos.

Outra vantagem muito interessante é a facilidade de expor o portfólio completo da indústria. Produtos de cauda longa adquirem mais da tão buscada visibilidade, e podem suprir momentos em que sellers ficam sem estoque.

Além disso, os marketplaces representam uma oportunidade de começar sua atuação em uma das maiores tendências do comércio: o omnichannel. Entenda a jornada de compra omnichannel e saiba porque esse é o futuro do varejo online e físico.

É modinha ou pode dar certo?

A indústria já demonstra grande interesse em atuar em marketplaces, e é claro que sempre que uma novidade se torna muito comentada, surge a dúvida: será que essa é uma boa ideia mesmo, ou é só empolgação?

A resposta é simples: marketplaces podem ser muito sustentáveis para a indústria, mas é necessário se capacitar nesse canal. O ponto principal para ter atenção é a precificação. Isso nos leva ao próximo ponto: a concorrência.

Como não competir com seus distribuidores

Para não sobrepor a cadeia natural de vendas, é fundamental olhar para sua margem. Como vai ficar o preço de seus produtos na venda direta? Geralmente, é o distribuidor que cuida dessa etapa. A indústria precisa entender como criar uma estratégia de preço para entrar nos marketplaces, do contrário, pode sim existir um atrito entre distribuidores e conflito de canais.

Precisa de ajuda para começar a precificar pensando em venda direta? Dá uma olhada nesse Kit de Precificação nos Marketplaces, com o passo a passo para ter lucro nesses canais de venda, calculadora para formação de preços e série de vídeos.

A seguir, vamos entender mais sobre como avaliar seus produtos.

Como saber se seus produtos têm aderência com a venda online

É normal imaginar que apenas produtos B2C podem ter sucesso, como a indústria de celulares e telefonia, ou moda e beleza. Mas o B2B também pode se dar muito bem em marketplaces! Basta lembrar que não é só o consumidor final que compra online. As pessoas já não estão mais expostas a receber representantes de vendas, elas buscam por conveniência: acessar o produto, clicar e já receber, inclusive com a possibilidade maior de parcelar.

O setor automotivo, por exemplo, é um grande atrativo principalmente no Mercado Livre. Também podemos citar o Áudio e Vídeo, os Eletrônicos, e até mesmo produtos mais específicos como artigos para dentistas.

Para anunciar seus produtos com segurança, o ideal é que você entenda muito bem seu público. Alguns produtos de extrema especificidade, como peças para um tipo de maquinário muito restrito a alguns segmentos, podem não ser uma boa opção. Pense sempre: “meu cliente buscaria esse produto no Google?”. Se isso for difícil de imaginar, talvez seja melhor pensar em outra estratégia para aumentar o faturamento.

Conhecendo os marketplaces e como começar a vender

Parte de ser bem-sucedido nos marketplaces é entendê-los. Existem marketplaces focados públicos específicos, e outros mais gerais que abraçam vários segmentos. É importante escolher bem o marketplace para sua indústria, só assim é possível otimizar anúncios a aparecer no Buybox, onde ficam os anúncios em destaque.

Então, vamos conhecer mais sobre alguns marketplaces! Abaixo da descrição de cada um, você encontra o link para entrar em contato e ficar por dentro do processo de contratação.

Magazine Luiza

A Magazine Luiza foi o primeiro comércio eletrônico do mundo! Com grande visão tecnológica a Magazine Luiza implementou em 1981 um sistema de computação nas lojas e em 1986 inagurou o 1º Centro de Distribuição (CD) em Ribeirão Preto-SP, totalmente automatizado. Esse avanço proporcionou que em 1992 nascesse com a Magazine Luiza o primeiro modelo de comercio eletrônico do mundo. As “Lojas Eletrônicas” (Lojas Virtuais) são resultado de um projeto inovador onde vendiam produtos por meio de terminais multimidia sem necessitar de produtos em exposição ou no estoque.

Possui mais de 7 milhões de seguidores nas redes sociais, 35 milhões de acessos em media em sua pagina e possui as melhores comissões do mercado.

O que vender na Magazine Luiza: Móveis e Eletroeletrônicos são destaques, mas a Magazine Luiza anuncia de tudo! Uma novidade é a categoria Mercado, que comporta produtos de limpeza, pet shop, perfumaria e entre outros. Uma boa escolha para indústrias desses segmentos.

Mercado Livre

É o maior marketplace da América Latina e reúne milhões de vendedores e compradores num cenário de mais de 60 milhões de ofertas de produtos, automóveis e serviços. O Mercado Livre é considerado um “marketplace puro”, pois diferente de outros como Magazine Luiza acima, não anuncia produtos próprios: apenas de sellers cadastrados.

Com 52 milhões de visitantes únicos por mês, o Mercado Livre é o 6º site mais visitado da Internet. Possui diversas soluções como Mercado Pago (solução de pagamento), Mercado Envios (tecnologia de gestão de logística), Mercado Livre Publicidade (responsável pela comercialização de publicidade dentro da plataforma) e Mercado Shops (plataforma para criação de loja online).

No caso do Mercado Livre é importante ter anúncios com títulos que facilitem a busca, descrição detalhada,  qualificações de venda feitas pelos compradores, rápido atendimento, entre outras.

O que vender no Mercado Livre: Esse marketplace é bastante abrangente e comporta todas as categorias de produtos. Ótimo para indústrias anunciarem peças automotivas, principalmente na Black Friday.

*Para vender no Mercado Livre, basta se cadastrar e começar! Não é necessário um contato direto para preencher contratos.

Netshoes e Zattini

A Netshoes é um grupo presente em 3 países (Brasil, Argentina e México), com mais de 22 milhões de clientes. É o maior marketplace de lifestyle esportivo na America Latina, e uma das 100 marcas de maior prestígio no Brasil!

O Grupo Netshoes possui também a Zattini. Dessa forma, atua em 3 segumentos: Esporte (Netshoes), Moda e Beleza (Zattini).

Dentre as características necessárias para firmar parceria com o grupo Netshoes, consta: Originação e originalidade do produto, gestão do canal adequado com headcount dedicado, idoneidade da empresa, catálogo aderente ao posicionamento da marca, emitir Nota Fiscal Eletrônica, Picking e Packing capaz de atender o volume do canal.

O que vender na Netshoes: Anuncia-se calçados, roupas, suplementos, acessórios e artigos esportivos.

O que vender na Zattini: Além de produtos do segmento de Moda, também é possível anunciar artigos para bebês, produtos de beleza e itens para casa (como móveis, iluminação e cama, mesa e banho).

MadeiraMadeira

Este marketplace foi lançado em 2009 e é um pioneiro na venda online de materiais de construção, acabamento e decoração. Com mais de 50 mil produtos e 2.500 entregas por dia, a MadeiraMadeira conta com mais de um milhão de clientes satisfeitos.

O que vender na MadeiraMadeira: Móveis; Pisos e Revestimentos; Portas e Janelas; Iluminação; Banheiro; Cozinha; Eletrodomésticos; Eletroportáteis; Ar e Ventilação; Decoração; Cama, Mesa e Banho; Utilidades Domésticas; Jardim e Lazer; Ferramentas; Alimentação; Áudio e Vídio; Automotivo; Brinquedos; Ferragens; Fitness.

WebContinental

Pertencente ao Grupo Infoar, a WebContinental possui 3 Centros de Distribuição pelo Brasil e é considerada a loja preferida do Sul do Brasil. Anuncia mais de 15 mil produtos e cresce 3x mais que o mercado em seus 10 anos de e-commerce.

O que vender na WebContinental: Ótimo canal para anunciar produtos de Ar e Ventilação. Outras categorias são Eletrodomésticos; Eletroportáteis; Móveis e Decoração; Tecnologia; Cultura e Lazer; Estilo e Bem-Estar; Itens para Crianças e Bebês; Automotivo; Comercial e Industrial; Ferramentas e Peças.

Amazon, Buscapé, MadeiraMadeira B2W, Via Varejo e muito mais!

Temos um post com a lista completa de marketplaces. Confira e analise todas as opções disponíveis para sua indústria começar no mercado virtual!

O ANYMARKET pode te ajudar nessa jornada

Somos o hub integrador de marketplaces mais completo, robusto e estável do mercado. Estamos sempre inovando com inúmeras funcionalidades para tornar sua atuação mais prática, segura e competitiva. Saiba tudo o que você pode fazer com a ajuda de um hub de integração.

Esperamos que esse artigo tenha ajudado você a decidir se vender em marketplaces é uma estratégia atrativa para sua indústria. Não se esqueça de compartilhar para que mais pessoas tenham acesso às dicas e comecem a atuar em marketplaces com o pé direito!