//O poder do e-commerce para o setor industrial

O poder do e-commerce para o setor industrial

Já observou o quanto o comércio eletrônico cresceu no Brasil ao longo da última década? Os consumidores brasileiros estão cada vez mais adeptos às compras realizadas em uma loja virtual. Isso tem contribuído muito para a grande mudança de paradigma do consumidor, uma verdadeira revolução no contexto do mercado.

Para se ter uma ideia, o faturamento do comércio eletrônico teve um crescimento de 7,5% em 2017, e desde então esse número só tem aumentado.

Esses números maravilhosos já são uma realidade para muitos varejistas e chamam a atenção dos empresários do setor industrial. Grande parte do setor industrial já está aberto para essa nova realidade e hoje é possível encontrar várias lojas online especializadas em produtos de fábrica.

Mas, muitos industriais ainda não se adequaram aos negócios online e estão deixando passar grandes oportunidades de expandir o setor na direção das vendas online.

Os desafios são muitos, principalmente para quem possui toda uma estrutura empresarial baseada em conceitos tradicionais, deixando o setor comercial carente de uma estrutura digital robusta. 

O e-commerce na indústria

O ecommerce significado de mudanças para o setor industrial, pois a manufatura passa por problemas estruturais históricos para manter-se em grau competitivo e sustentável ao mesmo tempo.

Além disso, os desafios que vieram com a pandemia, colocou à prova a capacidade de vários empresários de se reinventarem e se adaptarem ao mundo digital para continuarem produzindo e vendendo.

Por esses e outros motivos, é possível observar um aumento considerável na participação da indústria no comércio virtual. Seja no modelo B2B ou B2C, os empresários do setor industrial estão cada vez mais buscando fazer negócios em um ambiente virtual. O dropshipping é uma das modalidades que mais impulsionaram o vínculo entre a indústria e o comércio online.

Os setores têxtil e calçadistas são um dos mais explorados pela indústria online, mas todos os segmentos podem ser explorados com êxito. Entretanto, para o empresário absorver uma parcela das vendas no e-commerce, é fundamental possuir uma estratégia de venda online eficaz. Um dos meios mais explorados é repassar o produto para um distribuidor, com uma margem de lucro menor do que a obtida pelos varejistas em muitos casos.

Maiores desafios para a indústria na utilização do e-commerce

Dentre os maiores desafios enfrentados pelos empresários do setor industrial, manter os níveis de estoque ideais, conseguir acompanhar o movimento das vendas por meio da internet e suprir a dificuldade de se comunicar com o consumidor, são alguns deles.

A logística de escoamento de produtos e a manutenção do estoque no modelo e-commerce precisam de um cuidado especial para quem produz e vende, principalmente para os empresários que estão expandindo para o comércio eletrônico.

A indústria precisa evoluir para se tornar mais competitiva com os varejistas nas vendas online, e para conseguir isso, ela precisa ficar atenta a todos os ensinamentos que o comércio eletrônico pode oferecer.

É fundamental que o empresário do setor industrial que deseja ir bem no e-commerce saiba trabalhar com métricas de desempenho, aprenda a trabalhar com estimativas e consiga atingir os clientes com eficiência nas vendas online.