//Hábitos Que Aumentam a Autoestima

Hábitos Que Aumentam a Autoestima

A saúde do ser humano, assim como dos demais seres vivos, está diretamente ligada ao seu ecossistema, ou seja, é afetada pelo ambiente com o qual a pessoa tem contato. Portanto, é preciso manter a atenção e os cuidados para além do costume de evitar doenças físicas, focando também nas enfermidades emocionais e psicológicas, melhorando seus hábitos.

Visto que o corpo humano, por muitas vezes, tem seu funcionamento comparado ao de algumas máquinas, por ter sistemas que se interligam e dependem um do outro, para que haja o bom funcionamento. 

Sendo assim, a parte física do corpo depende da psicologia, que por sua vez está relacionada à emocional. O equilíbrio dos três pontos, tornam a pessoa mais forte. 

Em contrapartida, o desequilíbrio pode ocasionar doenças como depressão, ansiedade e baixa autoestima. 

Alguns hábitos que precisam ser repensados

Alguns dicionários definem o hábito como uma ação que é repetida de forma regular e frequente, muitas vezes, sem muita reflexão sobre ela, por exemplo:

  • Roer as unhas;
  • Utilizar fones de ouvido no volume máximo;
  • Balançar as pernas (e demais partes do corpo);
  • Coçar os olhos com força.

Apesar das ações acima serem comuns para algumas pessoas, elas são hábitos que deveriam ser evitados. Levando em conta que ao roer as unhas o indivíduo pode ter contato com diversas bactérias ruins para a saúde. 

Assim como, usar utilizar fones de ouvido no volume máximo pode acarretar em problemas de audição. O movimento repetitivo de uma parte do corpo, geralmente, indica ansiedade e pode levar a lesões musculares por repetição constante. Tal como, coçar os olhos com força pode levar ao descolamento de retina e deformidade do órgão.

Portanto, para mudar um costume ruim é preciso substituí-lo por um bom, o que nem sempre é instantâneo e fácil. Por isso, o mais indicado é recorrer a profissionais preparados para auxiliar nesse processo. 

Conheça os profissionais voltados ao bem-estar 

Quando o assunto é saúde, é prudente antes de começar qualquer tipo de mudança, seja ela radical ou não, entender o que se passa e de onde a mudança deve partir.

Sendo assim, a pessoa deve procurar um profissional da saúde na área a qual deseja realizar a transformação, por exemplo, quem quer emagrecer precisa se consultar com um endocrinologista.

Esse profissional indicará a partir de alguns exames o que a pessoa precisa alterar em sua alimentação, e encaminhará ela para um profissional na área de educação física que por sua vez, indicará atividades físicas para o mesmo objetivo.

Hoje em dia, um dos principais motivos da baixa autoestima é o peso, de um lado pessoas que estão acima do desejado procuram perder medidas e do outro indivíduos que desejam mais forma corporal buscam adquirir massa.

O problema se dá quando ambos não recorrem aos meios saudáveis e seguros de conquistar o sonhado corpo, e, por muitas vezes, frustram-se ao ponto de entrarem em depressão. 

A estética corporal vai além da vaidade

Nos dias atuais a estética ganhou espaço, deixando de ser apenas um assunto tratado como ferramenta para alimentar a vaidade.

Essa área abriu um leque de procedimentos, os quais podemos separar por seções, como:

  • Facial;
  • Corporal;
  • Pré-cirúrgica;
  • Pós-cirúrgica.

Sendo a facial voltada para correção das imperfeições do rosto, a corporal para ajuste do corpo em geral, e a pré e pós-cirúrgica que atua na preparação e recuperação de procedimentos invasivos.  

A sociedade como um todo tem se preocupado em como a aparência afeta o emocional, a carreira e o convívio entre as pessoas, pois, quando um indivíduo está fisicamente bem, feliz com a sua aparência e em paz com a sua consciência, torna-se mais produtivo e sociável.

É visando esse cenário que as clínicas e profissionais de estética corporal buscam entregar o melhor resultado às pessoas que os procuram na intenção de mudar algo que não é do seu agrado.

Deste modo, é válido ressaltar que para estar saudável é preciso manter o equilíbrio entre o físico, psicológico e emocional.

Fator que muitas vezes pode exigir a troca de algumas ações ruins por outras melhores, o que acaba sendo um processo que leva tempo e que necessita do auxílio de profissionais qualificados.

Esses especialistas serão, assim, guias para os indivíduos na criação de hábitos bons e saudáveis. 

By |2021-02-11T16:37:57-03:001 de fevereiro de 2021 |Saúde e Bem-estar|

Leave A Comment