//Tudo que você precisa saber para garantir a segurança na indústria

Tudo que você precisa saber para garantir a segurança na indústria

Neste conteúdo vamos abordar os seguintes tópicos:

Garantir a segurança no local de trabalho deve ser uma preocupação para empregadores de todos os segmentos, especialmente para indústrias e fábricas que são locais que contam com maquinários e atividades potencialmente perigosas.   

Dessa forma, para manter a segurança e o bem-estar dos colaboradores da companhia é necessário adotar algumas medidas de prevenção e mitigação de risco, como forma de precaução. 

Para assegurar essas responsabilidades, em 1977, foram criadas pelo Ministério do Trabalho as Normas Regulamentadoras (NR), com o objetivo de regulamentar e fornecer orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e saúde do trabalhador. 

Além de regulamentar e fornecer informação sobre procedimentos de segurança, as NR’s foram inseridas, em um capítulo complementar da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Sendo citadas no Capítulo V, Título II, ratificando a importância da segurança no trabalho. 

Até 2019, as NR’s eram revisadas e atualizadas pelo Ministério Trabalho e Emprego (MTE), no entanto no mesmo ano o Governo Federal anunciou a extinção do mesmo. 

Assim a pasta das Normas Regulamentadoras, foi dividida e passou a ser responsabilidade do Ministério da Economia, do Ministério da Cidadania e do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Por este motivo, para reforçar a importância da segurança nas indústrias e em outros ambientes de trabalho, elaboramos esse conteúdo para mostrar tudo que você precisar saber. Se interessou? Então acompanhe a leitura! 

O que é a segurança industrial? 

A definição da segurança industrial é ampla, já que ocupa uma área que abrange vários grupos segmentados de trabalho. A principal ideia de segurança industrial é a de minimizar os riscos que possam haver nesses ambientes. 

Isso porque, se pressupõe que indústrias e fábricas são lugares que podem oferecer uma série de riscos para os trabalhadores, demandando a implementação de ações com o objetivo de reduzir o perigo tanto na empresa quanto para os funcionários. 

A segurança industrial é uma disciplina de cumprimento obrigatório em qualquer companhia. Essas obrigações estão presentes nas Normas Regulamentadoras, que informam procedimentos que vão desde o uso correto de maquinários até o uso de roupas e equipamentos certos para determinadas atividades. 

Toda empresa ou indústria deve ter sempre claro cada aspecto de responsabilidade que tenha relação com seus trabalhadores. Para isso, deve-se tomar todas as medidas consideradas necessárias para oferecer um ambiente de trabalho seguro. 

Além disso, é importante ressaltar que todas estas medidas devem ser implementadas pela própria empresa, e não pelos trabalhadores da companhia. 

Qual a importância da segurança do trabalho na indústria?

Como dissemos acima, a segurança industrial é o conjunto de ações adotadas pelas empresas para reduzir ou acabar com os acidentes que possam ocorrer no ambiente de trabalho.

Essas medidas de segurança são extremamente importantes por uma série de motivos. Abaixo separamos os principais.

  • Proporcionam um ambiente de trabalho seguro e com mais qualidade;
  • Garantem a saúde e o bem-estar dos funcionários;
  • Reduzem custos com indenizações e processos administrativos; 
  • Diminuem o custo com funcionários substitutos.

Quando um acidente acontece em uma indústria, a empresa além de ser responsabilizada pela indenização do funcionário, também pode ser autuada pelo não fornecimento de boas condições de trabalho. 

Além disso, caso o acidente resulte em falecimento, a companhia é responsável por arcar com o custo de indenização de todos os herdeiros do trabalhador. Sem contar os possíveis processos judiciais que podem prejudicar a empresa. 

Como podemos ver, as consequências de um ambiente precarizado de trabalho são gravíssimas e colocam em risco a vida dos funcionários e o futuro da companhia. Por isso é fundamental investir em segurança industrial


 

Veja também:


 

Como garantir a segurança na indústria?

São diversos motivos para se investir em segurança industrial e tratar esse ponto como prioridade dentro da empresa. Mas afinal, como aplicar essas práticas e garantir a segurança dentro da indústria? 

Não se preocupe, abaixo separamos os pontos mais importantes. 

Invista em equipamentos de proteção

A Norma Regulamentadora número 6 (NR-6), determina que a empresa é responsável por oferecer Equipamento de Proteção Individual – EPI, para todos os funcionários que desenvolvam atividades suscetíveis a riscos. 

Como falamos acima, esses equipamentos não podem gerar custos individuais para o trabalhador. Sendo o fornecimento de responsabilidade da companhia.

Alguns exemplos de equipamentos importantes para a segurança do trabalho nas indústrias são:

  • Luvas;
  • Capacetes;
  • Botas;
  • Óculos de proteção;
  • Trava-quedas (para trabalho em alturas);
  • Máscaras;
  • Protetores auditivos.

Cuidado com o ambiente de trabalho

É importante que o ambiente de trabalho seja adequado em relação às atividades que são desenvolvidas pelos funcionários. Casos de acidentes como incêndios e inundações são mais comuns do que você imagina.

Por este motivo, contar com sinalização de segurança para a rápida evacuação do local em momentos como esses são fundamentais. Além disso, contar com uma boa ventilação e iluminação nos ambientes, são pontos que não podem passar despercebidos.  

Aposte em um bom treinamento

Nada melhor para evitar acidentes do que um treinamento adequado à atividade dos colaboradores. Além disso, é indispensável ter um treinamento especializado em situações emergenciais. 

Uma das principais formas de aplicar esses treinamentos é com a implementação de uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, mais conhecida apenas com as abreviações “CIPA”.

De forma básica, a CIPA diz respeito a um grupo criado por profissionais colaboradores da empresa, que por sua vez, se tornam responsáveis por prevenir determinados acidentes que ocorrem na indústria.

Na prática, a CIPA tem como principal função monitorar o desenvolvimento de todas as medidas de segurança, além de facilitar e otimizar a comunicação entre a empresa e funcionário. A formação da CIPA é um processo que ocorre de forma obrigatória, de acordo com a NR-5.

Tenha uma excelente fiscalização

É verdade que você deve orientar e repassar as medidas de segurança aos funcionários. No entanto, isso não significa que não se deve ter fiscalização dos ambientes e das atividades exercidas. 

É muito comum que trabalhadores não cumpram as normas previamente estabelecidas, seja por desatenção ou por vontade própria. Portanto estabeleça uma rotina de fiscalização com os funcionários e caso necessário, repita as ações de segurança que devem ser tomadas. 

Sinalização de segurança na indústria

Você sabia que placas, alarmes e adesivos são extremamente importantes nas indústrias? Pois saiba, que esses itens são essenciais para reduzir acidentes e garantir a segurança dentro do ambiente. 

Isso porque esses elementos têm como objetivo sinalizar e orientar o ambiente industrial. Os avisos e as sinalizações devem estar em cada local da sua empresa, que ofereça risco aos trabalhadores.

Sinalizar é uma das formas utilizadas nas companhias para chamar a atenção dos colaboradores. As placas de sinalização e os adesivos servem para avisar sobre um potencial risco ou informar a localização das saídas de emergência. 

A implementação de avisos e placas de sinalização nas indústrias não é apenas uma recomendação, mas trata-se de uma obrigação prevista nas normas regulamentadoras e de segurança industrial. 

A NR-26 e a NBR-7195, por exemplo, são medidas que determinam a identificação e a orientação nas indústrias. O descumprimento dessas normas, pode resultar em multas e penalidades para a empresa. 

Acidentes mais comuns 

Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) revelam que o Brasil ocupa a quarta posição no ranking mundial de acidentes de trabalho, atrás apenas de países como China, Índia e Indonésia. Abaixo separamos os principais.

Choque elétrico

O choque elétrico é um dos acidentes mais comuns e um dos piores que podem acontecer, o motivo é que uma forte descarga elétrica pode levar uma pessoa a óbito em questão de segundos, e quando isso não acontece pode deixar graves sequelas.

A eletricidade é sem dúvidas a fonte de energia mais comum na indústria, isso faz com que praticamente todos os colaboradores possam sofrer algum tipo de acidente envolvendo eletricidade.

Incêndio 

Os incêndios infelizmente ainda são muito comuns nos ambientes de trabalho, principalmente em indústrias que trabalham com materiais inflamáveis. Um simples vazamento ou a falta de uma manutenção preventiva pode colocar a vida de várias pessoas em risco. 

A NR-23, estabelece procedimentos necessários para assegurar a segurança das pessoas do local. A norma determina que, quando identificado um foco de incêndio, o sistema de combate a incêndio deve ser acionado e o Corpo de Bombeiros.   

Além disso, é de extrema importância que o ambiente conte com mangueira de incêndio, sistema de alarme, saídas de emergência e pessoas capacitadas para utilizar esses equipamentos. 

Cortes

Acidentes que envolvem cortes geralmente acontecem com colaboradores que trabalham com o manuseio de objetos perfurantes, lâminas ou maquinários próprios para corte. Nesses casos a amputação traumática é o caso mais comum de acidente. 

O procedimento mais importante nessas situações é socorrer a vítima, usando um pano ou algo parecido para fazer uma compressão forte no local com o objetivo de estancar o sangramento e conter a hemorragia. 

Queda de altura


Esse tipo de acidente ocorre em atividades que necessitam ser feitas em alturas elevadas, não são restritas a um ramo específico, pois podem acontecer em qualquer lugar ou serviço feito no alto. 

O que impulsiona o alto número de quedas dos colaboradores é a negligência no que se refere ao uso dos EPIs e principalmente à imprudência. Por este motivo fique atento às travas de segurança e se possível realize o serviço com o transporte de empilhadeiras. 

Conclusão

Como vimos durante o conteúdo, existem diversos motivos que podem ocasionar algum tipo de acidente, no entanto também existem diversas formas de que eles sejam evitados. 

Prezar pela segurança dos colaboradores e funcionários é fundamental para qualquer ambiente de trabalho, mas nas indústrias esses cuidados merecem um pouco mais de atenção. 

Investir na prevenção de acidentes de trabalho, pode evitar tragédias e preservar vidas, além disso proporcionar um ambiente seguro faz com que os funcionários se sintam dispostos a exercer as tarefas com confiança. 

Portanto, contar com treinamentos, fornecer EPIs, seguir as NRs e manter a fiscalização em dia garante não só a integridade física dos funcionários, mas também melhora a imagem da empresa perante ao público. 

Agora que você já sabe tudo sobre segurança na indústria, que tal começar a colocar nossas dicas em prática? 

Gostou do conteúdo? Conte para gente nos comentários e não deixe de compartilhar nas redes sociais. 

By |2021-08-13T14:12:52-03:0013 de agosto de 2021 |Indústria|

Sobre o autor:

Formado em Jornalismo pela Universidade Paulista. Decidiu cursar jornalismo porque sempre gostou de ler e impactar as pessoas com suas palavras. É Assessor de Imprensa e criador de conteúdo no Portal Soluções Industriais. Apaixonado pela escrita, compartilhar conhecimento e por futebol.

Leave A Comment

Segurança Digital Meios de comunicação com seu cliente Medidor de pressão Industrial Fortaleça seu negócio Erros que podem prejudicar as vendas da sua empresa